A Finlândia aprovou, na sexta-feira passada, uma lei que permite aos fãs de música serem reembolsados por um concerto que tenham achado insatisfatório.

Boas notícias para os fãs finlandeses: se forem a um concerto e de lá saírem desiludidos com o espetáculo, podem pedir o reembolso do bilhete e reaver parte do dinheiro gasto. A medida foi implementada depois de um concerto de Chuck Berry, em 2013, não ter acontecido pelo cantor se ter mostrado indisposto – o que levou um fã a pedir o reembolso do bilhete. Esta ação levou a que a Associação do Consumidor finlandesa determinasse que a promotora do evento reembolsasse em 50% o público presente no concerto de Chuck Berry.

Mas para se ser reembolsado, não gostar só não chega: é preciso que o público, no geral, considere o concerto como pouco satisfatório e abaixo das expectativas, dada a subjetividade de opiniões e gostos.