Cinzia Bolognesi criou uma nova versão da Alice no País das Maravilhas através da mistura entre desenhos e papoilas.

A razão que deu lugar a esta ideia foi o facto de a artista sempre ter imaginado o País das Maravilhas como sendo um local cheio de flores. Deste modo, as personagens do romance interagem com um mundo mágico florido, tornando ténue a separação entre o desenho e a realidade.

A artista começou a misturar figuras e objetos reais com o projeto Sketching Words. Foi nessa altura que percebeu que esses objetos ajudavam a trazer vida às personagens, tendo percebido que contar histórias desta forma era algo extremamente apelativo, apesar de simples.