De fenómeno a produto proibido, não durou muito a vida do já tão popularizado selfie stick no verão português. O NOS Alive e o Super Bock Super Rock, dois dos maiores palcos de música nacionais, anunciaram que a utilização do instrumento não será permitida dentro do recinto.

É uma medida que tem vindo a ser tomada em muitos dos mais prestigiados museus e locais de espetáculos a nível mundial, e que agora chega a Portugal. Já para as edições de 2015, que se realizam, respetivamente, de 9 a 11 e de 16 a 18 de julho, o NOS Alive, no Passeio Marítimo de Algés, e o Super Bock Super Rock, no Parque das Nações, proibiram a extensão que permite tirar selfies de um ponto de vista ‘diferente’.

Em causa estará uma maior segurança de todos os fãs que estiverem no recinto, sendo também certo que a não-utilização de selfie sticks permite uma maior e melhor visibilidade dos espetáculos, aspeto que aliás vinha a ser muito contestado um pouco por todo o globo terrestre.