Existe o mito de que, se queremos comer algo saudável, esta escolha acarreta outra bem mais desagradável: pratos insonsos, sem graça e que nos fazem logo juntar quantidades astronómicas de sal ou uma grande colher de maionese “só para dar sabor”.

No entanto, isto acontece porque não tratamos os ingredientes como eles merecem, e com a correria do quotidiano não nos preocupamos sequer se estamos a retirar deles o maior proveito. Estas dicas, compiladas pela SELF, vêm ajudar-te precisamente nisso. São coisas simples, e a que nem damos grande importância, mas que podem fazer muita diferença aquando do Bon appéttit.

1- Faz sopas cremosas sem acrescentares natas ou batata

Para atingir aquela textura aveludada das sopas sem fazer algo muito pesado e calórico é substituir a batata ou as natas por um punho de aveia. Para além de criar a textura desejada, vai ainda aumentar os níveis de fibra. No caso da sopa de cogumelos, por exemplo, o truque é acrescentar 1/4 de copo de aveia depois de os legumes já estarem cozidos. Deixa-se ferver e descansar durante 30 minutos, e depois é só passar a sopa com varinha mágica.

2-Dá sabor às tuas saladas

Acrescenta leguminosas ou quinoa às tuas criações para que estas ganhem vida. Não tenhas medo de acrescentar molhos (nada de ketchup e maionese!), mas o truque é acrescentá-los quando as leguminosas estão quentes, o que faz com que estas absorvam parte do molho em si, evitando excessos, sem no entanto retirar o saber ao prato. Esta regra também se aplica a saladas com couscous.

3- Deixa o arroz mostrar-te do que é capaz

Somos culpados de não deixar o arroz mostrar todo o seu potencial. Para otimizar o seu sabor, deve-se tostá-lo ligeiramente durante 2 ou 3 minutos. Acrescenta-se água a ferver, tapa-se e deixa-se que o arroz ferva com a água em lume brando. (Não se deve espreitar ou mexer no arroz durante o processo!) Para terminar o arroz deve ficar a “respirar” durante 10 minutos com a tampa posta. Não ficou tudo muito mais fácil?