A adaptação da Song of Ice and Fire de George R. R. Martin para a sua versão televisiva, Game of Thrones, foi feita umas vezes com máxima fidelidade, outras marcando algumas diferenças relevantes em relação ao livros. O Espalha-Factos dá-te a conhecer algumas diferenças relevantes entre os livros e a série televisiva.

Nota: O artigo conterá spoilers, tanto para a série como para os livros.

10) Personagens excluídas da série

Nesta temporada em particular várias personagens (assim como a sua influência na história) não foram incluídas no guião da história da série televisiva. Duas das ausências mais relevantes têm raízes dornesas: falamos de Arianne Martell, filha mais velha do Principe Doran e do filho do meio Quentyn Martell.

arianneequentyn

No livro Arianne é a herdeira do trono de Dorne tendo uma relação tumultuosa com o seu pai devido à possibilidade de Dorne vir a ser passado para o seu irmão Quentyn. A jovem a dada altura engendra um plano com vários amigos seus e com o seu amante e guarda-costas de Myrcella, Arys Oakheart (também excluído na série), cujo objetivo passa por proclamar a filha de Cercei como sendo a legítima rainha dos Sete Reinos. Após o seu fracasso Arianne confronta o seu pai, que lhe revela os planos que ele tinha originalmente para ela: casá-la com o falecido Viserys Targaryen de modo a torná-la rainha de Westeros. Arianne recupera a confiança no seu pai, passando a ajudá-lo nos seus planos que ainda estão em marcha nos livros.

Quentyn foi enviado para Mereen de modo a pedir a mão à Mãe dos Dragões. Após uma longa viagem Quentyn apresenta-se perante Daenerys, contudo havia chegado tarde de mais visto que a Rainha já se tinha casado com Hizdar Zo Loraq. Após Daenerys ter partido com Drogon, Quentyn, tendo em conta o facto de que ele tem o “sangue do dragão” nele da parte de alguns antepassados pertencentes aos Targaryen, dirige-se à câmara onde estão ViserionRhaegal. Os dragões não se deixam dominar pelo jovem dornês e este acaba sendo queimado vivo, morrendo pouco depois. Este incidente também deixa os dois dragões à solta por Mereen.

Apesar de este conflito ainda poder vir a ser abordado na série, alguns dos membros da família Greyjoy são-nos apresentados após o falecimento do rei Balon, nomeadamente os seus três irmãos: Euron, Victarion e Aeron, tíos de Asha Theon. Esta parte da história começa com Aeron, um padre devoto ao Deus Afogado, sabe da morte do seu irmão e engendra um plano de modo a coroar o seu irmão Victarion Greyjoy como o novo rei das Ilhas de Ferro. Contudo as opiniões inclinam-se a favor de Euron “Olho-de-Corvo” e este torna-se rei das Ilhas de Ferro. Victarion é enviado para Mereen por Euron de modo a apresentar uma proposta de casamento a Daenerys em seu nome. Victarion parte numa viagem de barco, secretamente planeando cortejar ele mesmo a Mãe dos Dragões.515px-Griff_young_griff

Jon Connington e o suposto sobrinho de Daenerys, Aegon Targaryen (filho de Rhagar e Elia), são duas personagens com as quais Tyrion se cruza durante a sua jornada. Connington adotou o rapaz, supostamente trocado por outro bébé antes de Gregor Clegane dizimar os seus familiares, e está a viajar para Mereen de modo a procurar uma aliança com Dany. Durante a viagem o grupo é atacado pelos Homens de Pedra e Jon salva Tyrion de se afogar, ficando infectado com escamagrisJon e Aegon continuam a sua viagem até ao acampamento da Companhia Dourada (um grupo de mercenários das Cidades Livres) e ao verem que Daenerys pretende ficar em Mereen, Aegon resolve ir andando para King’s Landing. O jovem pretende atacar Ponta Tempestade (pertencente a Stannis) de modo a ter uma base de operações para si.

Uma personagem popular entre os fãs do livro é Coldhands. Este salva Sam Gilly após estes terem escapado da casa de Craster. Quando os caminhos de Sam Bran se cruzam, Coldhands passa a acompanhar o jovem Stark na sua viagem para encontrar o Corvo dos Três Olhos.  Ao chegarem ao seu destino, Coldhands,  que não pode entrar na caverna onde o Corvo está, fica na parte de fora a combater wights enquanto Bran, Meera, Verão e Jojen (ainda vivo nos livros) entram. O que aconteceu à personagem é desconhecido.350px-Zippo514_LadyStoneheart

Outra personagem que foi excluída, causando muitas desilusões e polémica entre os fãs dos livros, foi Lady Stoneheart, anteriormente conhecida como Catelyn Stark. Após o Casamento Vermelho, o corpo de Catelyn foi atirado ao rio e encontrado numa margem pela Brotherhood without Banners. Berric Dondarrion ressuscita-a, no entanto a morte mudou Catelyn, tornando-a numa mulher assustadora e focada em vingança sobre todos os que tiveram um papel na morte do seu primeiro filho, conseguindo entretanto matar alguns membros da família Frey. O seu caminho acaba por se cruzar com o de Brienne de Tarth, contudo, referiremos mais pormenores mais à frente.

9) Tyrion e Theon perdem muito mais nos livros

Na Batalha de Blackwater as consequências para Tyrion foram mais graves no livro do que no pequeno ecrã. Na série Tyrion vê-se com um arranhão enorme de mau aspeto no seu rosto, ferimento esse que eventualmente acaba por cicatrizar, passando depois despercebido. No livro o anão perde uma boa parte do seu nariz, ficando praticamente com um buraco nesse lugar. Isto acaba por tornar o anão mais frágil a comentários relativamente ao seu aspeto, sendo a sua esposa Sansa Stark, das personagens que mais repulsa manifesta pelo aspeto físico do seu noivo.

tumblr_mzp2kfENxS1sh566ao1_1280

A tortura a que Ramsay Snow submete Theon Greyjoy também tem consequências maiores no papel, no entanto é na série que acompanhamos os horrores aos quais o jovem é submetido. Na série vemos vários métodos aplicados pelo bastardo de Roose Bolton e alguns dos seus homens: espetar uma faca nos dedos e unhas da mão, enfiar um prego enorme no seu pé, retirar a pele dos dedos das mãos até que Theon improrasse que estes fossem cortados e, eventualmente, cortar os genitais do último herdeiro de Balon GreyjoyRamsay eventualmente obriga Theon a adotar o nome de Reek, tornando-se este num escravo a todos os caprichos de Ramsay.

No livro apenas sabemos que Theon foi torturado, no entanto vemos as consequências dessa tortura e até temos referências a alguns métodos usados por Ramsay. Após uma longa ausência, desde A Clash of Kings até A Dance With DragonsTheon é reintroduzido na história com um aspeto similar ao de um idoso. O seu cabelo ficou branco, vários dos seus dedos das mãos e dos pés foram arrancados ou partidos, vários dentes foram arrancados ou partidos devido ao facto de Ramsay detestar os sorrisos de Theon e a castração está implícita. Reek está ainda proibido de tomar banho, besuntando-se antes com excrementos, mal consegue andar e cambaleia devido à falta de alguns dedos dos pés e não consegue comer sem lhe ser doloroso ao engolir.

8) Daenerys em Qarth

Este foi um momento muito significativo na história da Mãe dos Dragões, pois assinala um ponto em que o seu destino fica praticamente definido de uma forma tão subtil que acaba por trazer mais perguntas do que respostas. Qarth é uma cidade rica, bela, “a maior cidade que alguma vez foi e será” nas palavras de Xaro Xhoan Daxos, um príncipe mercante que fica encantado com a jovem Dany da primeira vez que a vê.

Durante a estadia de Daenerys em Qarth, esta vai conhecendo as maravilhas da cidade. Acaba por conhecer personagens misteriosas como Pyat Pree, um feiticeiro, e Quaithe, uma misteriosa mulher de Asshai que possui estranhos poderes e parece profetizar eventos futuros na vida de Daenerys.

house_of_the_undying_by_roseofdisdain-d5f8dj0Tanto a série como os livros não se divergem muito no que toca à estadia da jovem Targaryen na cidade. Contudo, as maiores diferenças acontecem quando Dany tem de entrar na misteriosa House of the Undying, lugar dos feiticeiros de Qarth. Na série, o propósito da jovem ao entrar na torre era de resgatar os seus três dragões, que tinham lá sido aprisionados por Pyat Pree. Enquanto no interior da misteriosa torre, Dany vê-se em estranhas ilusões, vendo o Grande Salão da Red Keep coberto de neve e a ilusão do já falecido Khal Drogo com o filho Rhaego. Combatendo as ilusões, Dany consegue encontrar os dragões e o feiticeiro, que mostra as suas intenções de a manter prisioneira. Contudo, a jovem não se conforma e ordena aos seus dragões para matar Pyat Pree.

Nos livros, a visita de Daenerys à House of the Undying tem um efeito muito mais significativo. Aqui, a jovem não vai em resgate dos seus dragões nem vê Drogo e o filho, mas em vez disso, enquanto percorre o enigmático edifício, encontra várias visões que refletem o passado, o futuro e mesmo situações que podiam ter acontecido. Dany vê-se a si própria em criança em Braavos; tem uma visão em que se vê rodeada de milhares de escravos que a saúdam e a chamam “Mãe” (predizendo os acontecimentos em Yunkai); encontra um banquete ocupado por corpos sem vida, com um homem com cabeça de lobo sentado num trono (referindo-se aos acontecimentos do famoso Red Wedding e a morte de RobbCatelyn Stark). Dany encontra mais visões ao longo do seu caminho, e quando chega ao seu destino, os ocupantes da casa atacam-na. Após ter sido salva por DrogonDaenerys percebe que Pyat Pree e os restantes feiticeiros tornaram-se hostis para com ela, acabando por a obrigar a deixar Qarth.

7) As verdadeiras viagens de Jaime e Brienne

Na série Jaime é enviado para Dorne  por Cercei na companhia de Bronn, de modo a recuperar a sua filha/sobrinha Myrcella. Após ser capturado pelas Sand Snakes e ter chegado a um acordo 
com Doran Martell de modo a colocar o seu filho Trystane no lugar anteriormente pertencente a Oberyn, durante a viagem a casa Myrcella morre de envenenamento.

Brienne continua a procurar por Sansa, encontrando-a com Littlefinger. Preocupada Brienne segue a jovem Stark até Winterfell mandando-lhe uma mensagem de que se precisar de ajuda bastará acender uma vela na torre de modo a correr em seu auxílio. Quando Brienne sabe que o exército de Stannis está perto, abandona a sua missão, acabando por se encontrar com o irmão de Robert. Brienne apresenta-se, sentencia-o à morte pelo assassinato de Renly e maneja a sua espada. Se Stannis  foi morto ou não, não ficou explícito.

Nos livros os rumos de ambas as personagens são diferentes. Jaime  é enviado por Cercei para norte com o intuito de quebrar o cerco de Riverrun. Após uma negociação fracassada com Brynden Tully, Jaime resolve soltar Edmure Tully de modo a que este entregue o castelo de Riverrun. Brynden acaba por conseguir escapar após a ação de Edmure. Jaime acaba por se cruzar com Brienne que lhe diz que encontrou Sansa Stark e que ele precisa de a acompanhar, caso contrário Sandor Clegane matá-la-à.

Contudo, o que Jaime não sabe é que a viagem de Brienne acabou por ter um desvio sinistro. Enquanto procurava por Sansa, foi capturada pelos aliados Lady Stonehart, tendo perdido parte da sua bochecha à dentada. Ela foi julgada como sendo uma traidora ao serviço dos Lannisters, tendo-lhe sido dada a escolha entre matar Jaime Lannister de modo a provar a sua lealdade, ou ser enforcada. A guerreira escapou à forca e encontrou Jaime, o que acontecerá a seguir só saberemos no próximo livro.

6) A noiva de Robb

A história do relacionamento de Robb Stark na série é mais aprofundada que nos livros, embora tenha levado para as mesmas consequências. Na história, para criar uma aliança com a Casa Frey, o Rei no Norte aceita casar-se com uma das filhas do velho Walder Frey. Contudo, a promessa de casamento fica ameaçada quando Robb conhece aquela que viria a ser a sua esposa.

350px-Jeyne_WesterlingLauren_CannonNa série, a mulher do Rei no Norte chama-se Talisa Maegyr e é uma médica que conhece Robb depois de um confronto que se passa durante a Guerra dos Cinco Reis. A sua presença na série torna-se bastante significativa, acabando por mostrar o momento em que ambos caem nos braços um do outro.

Por seu lado, nos livros, a primeira diferença está no nome da noiva. Não existe nenhuma Talisa Maegyr. O nome é Jeyne Westerling, filha de um Lorde cuja Casa era ajuramentada a Rochedo CasterlyRobbJeyne conhecem-se quando o Rei ataca e conquista a fortaleza da Casa Westerling, e a jovem rapariga cuida-lhe dos ferimentos. Ambos se vão aproximando e se apaixonando, acabando por se casar. Enquanto na série, o casamento de Robb com Talisa foi secreto, nos livros não foi.

A maior diferença está aquando o Casamento Vermelho. Na série, Talisa está com Robb, acabando por se tornar numa das vítimas mortais do massacre, numa cena que chocou milhões de pessoas em todo o mundo. Nos livros, Jayne não se encontra nas Gémeas aquando a morte de RobbCatelyn, ficando sob a proteção de Brynden Tully em Correrrio. Ao contrário de TalisaJayne nunca engravidou do Rei no Norte.

5) Shae, a romântica

Quem ainda se lembra desta personagem? Da prostituta que deu a volta à cabeça do carismático Tyrion Lannister e o fez arriscar-se constantemente por ela, acabando por ter um romance proibido que podia pôr em causa o seu lugar como Mão do Rei? Shae tornou-se numa das personagens mais odiadas depois de ter testemunhado contra o pobre anão em tribunal e piorando a sua situação.Shae

Na série, Shae é independente, mais forte e mais interventiva no rumo da história. Não é superficial, é inteligente e misteriosa, e as suas ações levam-nos a acreditar que os sentimentos por Tyrion são verdadeiros e puros. Contudo, nos livros Shae possui uma personalidade completamente oposta à da sua contraparte. Não é inteligente nem subtil, e desde o início que se mostra mais agarrada a bens materiais do que a relações amorosas. Enquanto na série ela torna-se aia de Sansa Stark, nos livros Tyrion mantém-na sempre escondida num bordel, indo visitá-la sempre que pode. Apenas mais tarde é que Shae se torna numa aia, mas de uma personagem chamada Lollys Stokeworth.

Shae dos livros não se importa com Tyrion, e este sabe-o. Nem mesmo esta se importa com o casamento do Lannister com Sansa, afirmando mesmo que depois de Tyrion engravidar a rapariga Stark, ele voltará para ela. Quando Tyrion a encontra na cama de Tywin, ela não o tenta matar com uma faca, preferindo defender-se que foi chantageada por Tywin Cersei a testemunhar contra Tyrion no tribunal.

Shae da série é como uma segunda Tysha, a rapariga com quem Tyrion se apaixonou e casou na sua juventude. Contudo, apesar de esse relacionamento ter sido abordado na série, não foi aprofundado como nos livros, o que tirou um pouco do impacto e ocultou parte do verdadeiro motivo para o assassinato de Tywin. A personalidade mais forte e presente de Shae na série serviu como uma segunda oportunidade de um relacionamento amoroso para Tyrion.

4) O incidente de Myrcella

Na série após embarcar num navio de regresso a casa, a filha de Cercei morreu de envenenamento, um ato de vingança levado a cabo por Ellaria Sand. Contudo, nos livros, a princesa ainda é viva; no entanto uma outra desgraça abateu-se sobre ela na história original.

ear_today_gone_tomorrow_by_lady_voldything-d4zh60g

A lei de Dorne relativamente à sucessão de um novo rei ou rainha refere que se um irmão que for rei morrer o seguinte suceder-lhe-à, seja homem ou mulher. Arianne acha que o facto de Myrcella se encontrar em Dorne lhe dá o direito de ser ela a nova rainha ao invés de Tommen, pensando que a lei dornesa é aplicável neste caso. Com isso em mente, ela, juntamente com outros seus amigos, parte numa viagem para fazer de Myrcella rainha.

Contudo, um dos seus amigos traiu a sua causa e o grupo é abordado por Areo Hotah. No meio de uma confusão gerada, Areo mata o guarda-costas da filha de Cercei (Arys Oakheart) e a própria Myrcella acaba por ser vítima de uma tentativa de assassinato. O pior é evitado, contudo a princesa perde uma orelha e fica com uma cicatriz facial que a deixa parcialmente desfigurada.

Myrcella ainda está viva nos livros sob a guarda da casa Martell. Contudo, existem indicativos de que poderá morrer, de acordo com a profecia de Maggy the Frog.

3) As mortes de Shireen e Selyse

o-SHIREEN-570Uma das cenas da série que mais deu que falar foi quando Stannis resolveu usar a sua filha Shireen Baratheon como sacrifício a R’hllor de modo a ajudar as suas tropas a progredir e a ter melhor sorte contra o exército de Ramsay Snow. A pequena é amarrada e queimada viva para horror da sua mãe Selyse, que mais tarde se enforca com o desgosto.

Nos livros ambas estão ainda vivas e ainda a pernoitar em Castle Black. Stannis partiu para Winterfell de modo a recuperar “Arya Stark”  e a trazê-la até Jon Snow. Stannis parte, no entanto cruza-se com várias dificuldades devido ao clima nortenho. Contudo, a rainha, a princesa e a própria Melisandre ficaram para trás com a Night’s Watch. Não se sabe ao certo se o confronto entre os exércitos de Stannis Ramsay já aconteceu, ou não.

Curiosamente a ideia do sacrifício de Shireen na série aparentemente partiu do próprio George R. R. Martin. Se este acontecimento terá lugar em The Winds of Winter  ou não, será questão de esperar para ler.

2) A morte de Barristan Selmy

barristan-greywormBarristan Selmy morreu na série, no entanto, continua vivo nos livros. No último episódio da quinta temporada vemos que será Tyrion quem ficará a governar na ausência de Daenerys; nos livros esse cargo é passado para as mãos do cavaleiro ancião. Enquanto que o destino de Selmy foi determinado por interferência dos Filhos da Harpia na série, nos livros o cavaleiro chega a ter o seu ponto de vista narrado à medida que, enquanto Mão da Rainha, lida com os problemas crescentes em Mereen, nomeadamente as ameaças de guerra de Yunkai.

O idoso chega, ainda, a capturar e prender Hizdahr Zo Loraq por suspeita de tentativa de envenenamento a Daenerys durante os combates em Daznak’s Pit. Os seus capítulos são ainda uma oportunidade dada ao leitor de conhecer melhor uma personagem que, além de ter uma história de vida relativamente interessante, presenciou a rebelião de Robert Baratheon e chegou a conhecer e a lutar contra Rhaegar Targaryen. Quanto a Tyrion, apesar de ele e a Mãe dos Dragões ainda não terem confraternizado nos livros, esse encontro estará para acontecer muito em breve.

1) O rumo de Sansa Stark

Sansa será, muito provavelmente, aquela personagem que na série seguirá um rumo completamente diferente em relação aos livros. Nos livros, de facto, Ramsay casa-se, mas com uma amiga de Sansa de nome Jeyne Poole. Após ter acompanhado a mais velha dos Stark até King’s Landing, desaparecendo misteriosamente no primeiro livro, Jeyne foi enviada para Winterfell por Tywin Lannister sob o falso nome de Arya Stark de modo a acimentar o domínio de King’s Landing sobre o Norte. Jeyne sofre horrores às mãos de Ramsay, que a espanca com frequência e, por vezes, obriga Theon a participar em vários atos com ela. Os dois eventualmente fogem de Winterfell, indo ter com o exército de Stannis Baratheon, permitindo ainda um reencontro entre Theon e a sua irmã Asha.sansa-s-marriage-to-ramsay-is-strictly-political

Na série, Sansa substitui o papel de Jeyne, indo ela parar às mãos do filho de Roose Bolton graças a um acordo que Petyr Baelish faz com o novo protetor do Norte. Sansa é violada por Ramsay na noite do seu novo casamento e procura uma forma de escapar. A jovem eventualmente consegue acender uma vela na torre de modo a pedir ajuda e é confrontada por Theon e Myranda (amante de Ramsay). Theon eventualmente salva Sansa e os dois escapam de Winterfell, saltando a muralha. O seu destino neste momento é desconhecido.

Nos livros, a sorte da jovem Stark está a começar a mudar, mostrando-se cada vez menos ingénua e mais sabedora. Sob a falsa identidade de Alayne Stone, a jovem vai acompanhando as manobras de Petyr Baelish enquanto protetor do Vale e tomando conta do seu frágil primo Robert (na série conhecido como Robin). No final dos seus capítulos em A Feast for Crows, Alayne descobre o que Baelish tem em mente para ela: após a morte do seu primo Robert, Petyr casá-la-à com o candidato seguinte na sucessão ao ValeHarry the Heir. Aí Sansa revelará a sua identidade de modo a tornar-se na Senhora do Vale e ainda terá ajuda a reclamar Winterfell que é seu por direito. Se este plano será levado a cabo ou não, só em The Winds of Winter é que teremos as nossas respostas.

Texto escrito por Sara Sampaio e Tiago Costa