Passado um ano desde a sua presença em Portugal, no Rock in Rio Lisboa, Jessie J pisou desta vez o palco do MEO Arena, onde voltou a repetir a proeza de animar o público e de fazer com que este tenha sentido um misto de emoções. O Espalha-Factos esteve lá e conta-te tudo!

Por volta das 19h30, as maioria das pessoas já tinha entrado no MEO Arena, para assistir a mais um concerto de Jessie J. Para aquecer o público antes disso, subiram ao palco os ÁTOA, a banda portuguesa conhecida pelo tema Falar A Dois que, apesar de não ter estado muito tempo em cima de palco, fez com que o público cantasse um pouco com eles.

Logo de seguida, passava já pouco das 21h, Jessie J sobe a palco para mais um concerto da sua Sweet Talker Tour. De casaco vestido e apenas com uma camisola de rede que dizia LISBOA, abriu o concerto com Ain’t Been Done, um tema que, desde logo pôs o público do MEO Arena a saltar e a cantar.

Logo de seguida e para não parar o ritmo, Domino, uma das músicas também já muito conhecidas da cantora britânica fez ouvir as vozes do público. Jessie fez um pedido na música seguinte, Keep Us Together: que o público abraçasse as pessoas com quem foram ao concerto, ao mesmo tempo em que ouviam e cantavam a música.

Ora estava sentada numa das laterais do palco, como a seguir estava a dançar: Jessie mostrou logo desde cedo que o concerto ainda tinha muito para dar.

As quatro músicas seguintes já não foram tanto para o público se mexer mas sim para cantar, mostrando a verdadeira essência do concerto que Jessie deu: algo mais pessoal e emotivo. Sentada no palco, acompanhada pelo seu guitarrista e das back vocals, e ao som de Nobody’s Perfect, da adaptação de I Have Nothing de Whitney Houston e de Who You Are e da mais recente música, do filme Pitch Perfect 2, Flashlight, Jessie emocionou o público e mostrou o poder que a sua voz tem. Esta última, referiu que ia cantá-la de uma maneira diferente desta vez, visto que a tem cantado acapella ao longo da tour, por isso, ao som da guitarra e com as luzes dos telemóveis do público, criou um dos momentos mais emotivos do concerto.

E deu-se o break. Jessie pergunta quem é que está solteiro e diz aos mesmos para olharem em volta para os outros solteiros, para se meterem cara a cara com eles e para cantarem… Sweet Talker.

ainda assim quis que o público se lembrasse de um dia quente e, ao som das palmas com um conjunto de luzes vermelhas a pintar o MEO Arena começou Burnin’ Up.

Como não podia deixar de ser,  Do It Like a Dude, uma das músicas mais características de Jessie, também foi cantada mas antes disso, explicou que escreveu esta música depois de uma situação que lhe aconteceu aos 18 anos numa discoteca, rindo-se igualmente da situação.

Após uma breve pausa que pôs o público a chamar por ela, Jessie voltou com uma camisola branca rasgada com o nome da tour escrita nela para dar início à música Price Tag que teve à mistura um pouco de reggae, que surpreendeu quem estava a cantar já a altos pulmões com o regresso da cantora ao palco.

Logo a seguir, e após meter a bandeira de Portugal como capa, Jessie quis conhecer o público. No meio da multidão, escolheu três pessoas e perguntou-lhes o seu nome, idade e o que queriam fazer no futuro. A uma rapariga de 12 anos que queria ser estilista ofereceu-lhe uma camisola, a um rapaz deu um autógrafo. E no fim justificou a razão das perguntas, ao dizer que todos que estavam ali a construir uma Masterpiece.

Já se previa o final do concerto com a música Bang Bang que pôs Jessie J a dançar bastante e o público a cantar mais alto e com vénias e agradecimentos, a cantora abandona o palco.

É certo que o MEO Arena não estava completamente cheio (a plateia estava a meio e os balcões tinham muitos lugares por preencher) mas o que caracterizou o concerto da cantora britânica foi o facto de ser algo mais íntimo para quem lá estava e não um espectáculo como o que tinha dado no Rock in Rio, apesar de, à semelhança do ano passado, o espectáculo de luzes ter dado outra dinâmica ao concerto. Há quem tenha achado que, por esta razão, este concerto tenha desiludido mas certamente há quem tenha gostado bastante de ver um outro lado da Jessie J assim como voltar a ouvir a voz imponente da mesma.

Setlist

  1. Ain’t Been Done
  2. Domino
  3. Keep Us Together
  4. Nobody’s Perfect
  5. I Have Nothing (Whitney Houston cover)
  6. Who You Are
  7. Flashlight
  8. Sweet Talker
  9. Burnin’ Up
  10. Do It Like A Dude
    Encore:
  11. Price Tag
  12. Masterpiece
  13. Bang Bang