Chegou ao fim a 2ª edição do festival de cinema no feminino. A sessão de encerramento foi precedida pela entrega dos prémios, que elejeu Kumun Tadi, da turca Melisa Önel, a melhor longa-metragem em competição.

O júri, composto por Alejandra Rosenberg, programadora do IndieLisboa, Miguel Ribeiro, programador do DocLisboa e a atriz Rita Durão, entregou o prémio de Melhor Longa-Metragem ao filme de Melisa Önel, Kumun Tadi (Seaburners), de 2014.

Não São Favas, São Feijocas venceu o prémio de Melhor Curta-Metragem. Um filme de Tânia Dinis sobre a vida no campo.

não são favas são feijocas

A Menção Honrosa foi entregue a Dona Fúnfia, uma longa-metragem de animação, da autoria de Margarida Madeira.

O Prémio do Público parece ter sido renhido, apesar da vitória oficial de This is My Land, de Tamara Erde. Simshar, de Rebeca Cremona, foi merecedor de uma Menção Honrosa pela opinião do público.

simshar (1)