De 6 a 17 de julho, a 32º edição do Festival de Almada apresenta um ciclo dedicado ao novo teatro espanhol, que inclui seis espetáculos, quatro leituras encenadas e um encontro com leitores e dramaturgos. Com excepção de A tempestade, a partir de Shakespeare, todos os textos são originais.

Nos últimos 15 anos, o teatro espanhol tem-se caracterizado pela criação de muitas propostas e abordagem de novas temáticas. A unificação das novas gerações com o restante teatro tem-se feito por uma correta construção formal dos textos. Este fenómeno tem acontecido sobretudo pelos novos dramaturgos se terem formado em escolas de arte dramática, oficinas, ou através de programas de escrita para teatro. A vitalidade dos textos é conseguida por uma linguagem cuidada e por temas pertinentes. A experimentação também não tem sido deixada de lado.

Programação do teatro espanhol no Festival de Almada

  • Sé De un Lugar
    Texto e encenação de Iván Morales

6 de julho  // 16h00
7 de julho // 21h30
8 de julho // 18h00
Incrível Almadense

 

  • Última Transmisión
    De Enrique e Yeray Bazo
    Encenação de Diego Palácio Enríquez

6 de julho // 19h00
Fórum Romeu Correia

 

  • Los Nadadores Nocturnos
    De José Manuel Mora
    Encenação de Carlota Ferrer

11 de julho // 18h00
Centro Cultural de Belém

 

  • Mi Piedra Rosetta
    De José Ramón Fernandez
    Encenação de David Ojeda

13 de julho // 18h00
Fórum Romeu Correia

 

  • La Tempestad
    A partir de William Shakespeare
    Encenação de Marta Pazos

15 de julho // 18h00
Fórum Romeu Correia

 

  • Kafka Enamorado
    De Luis Araújo
    Encenação de José Pascual

17 de julho // 18h00
Fórum Romeu Correia