Todos os anos o Google I/O é um dos eventos mais antecipados por quem adora tecnologia. A gigante de Mountain View já há muito que se tornou imprescindível no dia a dia de muitos de nós e ano após ano vem mostrando novidades que os developers por esse mundo fora param para conhecer.

Com um maior foco em Android e nos seus serviços e sem grandes surpresas, este I/O teve ainda assim bastantes pontos de interesse, desde armazenamento ilimitado para fotografias até à realidade virtual barata nas escolas.

Android M

android-m-permissions
A nova iteração do sistema operativo Android encontra-se hoje em testes para developers e foram apresentadas algumas das novidades desta versão.

Permissões: Quando instalamos uma aplicação é apresentada uma lista de todas as permissões que precisamos conceder para que esta funcione. No Android M as permissões serão solicitadas apenas durante a utilização da aplicação, assim que estas forem necessárias, para que possamos decidir se a queremos conceder;

Bateria: Com o intuito de poupar bateria foi apresentado o modo Doze, em que os sensores de movimento do smartphone detetam que já não mexemos no nosso dispositivo há algum tempo e as aplicações outrora ativas passam para um estado de baixo consumo para melhorar a autonomia;

USB Type-C: Este novo tipo de entrada USB será agora suportado por dispositivos Android e, devido à sua bidirecionalidade, permitirá não só que os dispositivos com esta entrada se carreguem mas também que sirvam de bateria para outro dispositivo que a estes estejam ligados.

Android Pay

Assim como a Apple, a Google irá também entrar no mundo dos pagamentos por NFC com o Android Pay que permitirá associar um cartão de crédito ou débito ao dispositivo e utilizar este último para efetuar compras em diversos retalhistas.

Google Now On Tap

Now On Tap

A próxima evolução do Google Now irá permitir em qualquer altura pressionar o botão home da barra de navegação para que seja apresentado um menu Now com informação relevante ao contexto em que o utilizador se encontra como, por exemplo, estando a ler um email sobre um filme que se pretende ir ver, ao chamar o menu Now serão apresentadas informações sobre o filme como trailers ou os atores envolvidos. Outro exemplo dado foi estar a ouvir uma canção do Skrillex e dizer “Okay Google, qual é o nome verdadeiro dele“, tendo o sistema inferido pelo contexto que “ele” se referia ao Skrillex e tendo assim efetuado a pesquisa por tal artista.

Google Photos

Google Photos será um novo serviço de armazenamento de fotografias e vídeos com espaço ilimitado e compatível com fotos até 16MP e vídeos até 1080p. Disponível para Android, iOS e através do browser, Google Photos tem algumas funcionalidades interessantes como a possibilidade de agrupar imagens pelos seus intervenientes ou por determinadas situações como uma festa específica.

Mapas offline

A funcionalidade de guardar mapas para consulta offline vai agora estar mais completa, com mais informações acerca de edifícios e estabelecimentos na área pretendida e até navegação com indicações sem estarmos ligados à internet.

Google Cardboard V2

Cardboard V2

Uma nova versão do Google Cardboard que permite, com um pedaço de cartão, umas lentes e um smartphone ter uns óculos de realidade virtual irá agora ser compatível com dispositivos de 6 polegadas. Mais interessante ainda, a Google aponta os seus Cardboards às salas de aulas com os chamados Pacotes de Expedição, em que vários destes dispositivos estariam disponíveis numa escola, ligados entre si, para que um professor possa levar os seus alunos numa visita virtual aos mais variados destinos.

JUMP

Para facilitar a criação de conteúdos de realidade virtual a Google planeia disponibilizar as suas especificações para construir dispositivos que filmem em 360º, lançando igualmente software que permitirá interligar os pontos de gravação para criar uma experiência tridimensional coerente. A conhecida empresa de câmaras GoPro está já a trabalhar no seu modelo.

Project Brillo e Weave

Brillo é o sistema operativo que a Google está a construir para a internet of things, os dispositivos ligados à internet, e Weave, o sistema que permitirá que tais dispositivos comuniquem entre si. Com estas opções, a empresa de Mountain View espera tornar os nossos domicílios muito mais inteligentes.

Sem mencionar projetos como os seus carros autónomos e não dando muito tempo de antena a casos como o Chrome OS, a Google apresentou, ainda assim, muitas novidades de bastante interessem demonstrando mais uma vez o seu empenho em melhorar não só os seus serviços mas em criar novas soluções para tornar o nosso dia a dia cada vez mais interessante.