A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) premiou mais uma vez personalidades e projetos de várias áreas vertentes artísticas em Portugal, numa gala transmitida pela RTP1, na noite de 25 de maio.

A SPA representa os autores portugueses de todas as disciplinas literárias e artísticas, que nela estejam inscritos, promovendo uma gala anual de atribuição de prémios, tentando assim incentivar e estimular a criatividade dos autores portugueses. Este ano, coube a Catarina Furtado e Virgílio Castelo apresentar a gala.

Confere a lista completa de vencedores:

CINEMA

MELHOR ARGUMENTO:
Tiago R. Santos em Os Gatos não têm vertigens

MELHOR FILME
A Cidade Invisível, de Vítor Gonçalves

MELHOR ATRIZ
Maria do Céu Guerra em Os Gatos não têm vertigens

MELHOR ATOR
João Perry em A Vida Invisível

ARTES VISUAIS

MELHOR EXPOSIÇÃO DE ARTES PLÁSTICAS
Antes Morta que Burra, de Ana Perez Quiroga

MELHOR TRABALHO DE FOTOGRAFIA
The Passenger, de Paulina Valente Pimentel

TELEVISÃO

MELHOR PROGRAMA DE INFORMAÇÃO
A Entrevista de Maria Flor Pedroso, de Maria Flor Pedroso

MELHOR PROGRAMA DE FICÇÃO
Os Filhos do Rock, de Pedro Varela

MELHOR PROGRAMA DE ENTRETENIMENTO
A Cantiga era Uma Arma, de Joaquim Vieira

LITERATURA
MELHOR LIVRO DE FICÇÃO NARRATIVA
Nocturno Europeu, de Rui Nunes
MELHOR LIVRO DE POESIA
Exercícios de Humano, de Paulo José Miranda
MELHOR LIVRO INFANTO-JUVENIL
Com o Tempo, de Isabel Minhós Martins, com ilustração de Madalena Matoso

RÁDIO

MELHOR PROGRAMA DE RÁDIO
Fala com Ela, de Inês Meneses

DANÇA

MELHOR COREOGRAFIA
Play False, de António Cabrita e São Castro

MÚSICA

MELHOR TRABALHO DE MÚSICA POPULAR
A Vida Secreta das Máquinas, de Rodrigo Leão

MELHOR TRABALHO DE MÚSICA ERUDITA
UMinho, de Artur Pizarro

TEATRO

MELHOR ESPECTÁCULO
Amor e Informação, de João Lourenço

MELHOR ATRIZ
Sara Carinhas em A Farsa

MELHOR ATOR
Elmano Sancho em Misterman

PRÉMIO MELHOR PROGRAMAÇÃO AUTÁRQUICA
Câmara Municipal do Porto

PRÉMIO VIDA E OBRA
Siza Vieira