gum_music

Queres tirar aquela música da cabeça? O EF ensina-te

Há três dias que não tiras uma música da cabeça? Estás a sofrer do chamado fenómeno earworm. Um estudo científico ajuda-te a resolver esse problema de forma simples: masca uma pastilha elástica.

Quando cantarolamos músicas na nossa cabeça horas a fio (e às vezes dias) quase podemos ser levados à loucura. A ideia não é de agora, já que até Edgar Allan Poe e Mark Twain referiam-se a esse mal como earworm, quando há melodias que não conseguimos, literalmente, tirar da cabeça.

Segundo um estudo da Universidade de Reading, no Reino Unido, publicado na revista científica Quarterly Journal of Experimental Psychology, a solução para afastar tão persistente desconforto pode ser mais simples do que se pensava: basta uma simples pastilha elástica.

A experiência foi feita com 94 voluntários a quem foram dados a ouvir dois temas considerados “contagiantes”: Play Hard, de David Guetta, e Payphone, dos Maroon 5. O que se verificou foi que quem se encontrava a mascar pastilha elástica, nos minutos seguintes ouvia a canção “na cabeça” com menos frequência.

O estudo aponta também para que este ato possa interferir na imaginação dos sons, na memória a curto-prazo e reduzir os chamados pensamentos “intrusivos” ou perturbadores.

Uma outra investigação realizada, em 2009, na mesma Universidade, tinha já revelado que qualquer música pode desencadear o fenómeno earworm, e ser mais ou menos difícil de esquecer, no entanto artistas como Justin Timberlake e bandas históricas como Pink Floyd ou Guns ‘n’ Roses são os mais mencionados nesse estudo.

Mais Artigos
'Borat 2' é o novo triunfo de Sacha Baron Cohen, apresentando-se ao nível do primeiro filme.
Crítica. ‘Borat 2’ de Sacha Baron Cohen é das coisas mais fascinantes do ano