O Museu do Oriente acolhe, até dia 7 de junho, a exposição Um Dia na Terra – Fotografias do Quotidiano do Planeta, de Gonçalo Cadilhe, que resume 20 anos de viagens à volta do mundo em 57 imagens marcantes captadas em diferentes continentes, culturas, paisagens e lugares.

Um Dia na Terra acompanha as três dimensões solares do planeta, ilustrando o dia-a-dia dos seus habitantes em toda a sua diversidade e singularidade. Para partilhar as experiências e histórias por detrás das fotografias, o escritor GoncaloCapaSMALLe viajante português organizará percursos comentados à exposição, que têm lugar nos dias 16 e 30 de maio, às 16h e no domingo, dia 31 de maio, às 15h. Também é possível adquirir um livro coffee-table, edição de autor, com 136 páginas e cerca de duas centenas de fotografias enquadradas em textos temáticos e apoiadas em legendas específicas do lugar e do ano a que correspondem, que reproduz e complementa a exposição.

“Quando me perguntam o que me fez largar uma vida segura, um trabalho, uma casa, uma família, para viajar pelo mundo, respondo que foi exatamente o mesmo que faz com que outra pessoa não largue uma vida segura, um trabalho, uma casa, uma família — ou seja, uma ideia de nós próprios e de onde reside a nossa felicidade”, revela Gonçalo Cadilhe, que já deu três voltas ao mundo, tendo a última dado origem ao seu mais recente livro Passagem para o Horizonte, o relato de um percurso variado e original, cujo itinerário correspondeu aos cinco continentes baseado na localização das melhores ondas de surf do planeta.

Para mais informações contacte o site oficial do Museu do Oriente.