Mas tu serás sempre o meu primeiro e último vestido” são as palavras que Simone de Oliveira dedica à sua pele. Simone foi uma das convidadas para discursar no lançamento do projeto #AmaATuaPele, uma iniciativa da L’Oreal em parceria com o site #MariaCapaz que pretende fazer com que as mulheres se sintam melhor na sua pele. O evento do lançamento da campanha decorreu no dia 12 de maio no Coliseu dos Recreios e o Espalha-Factos esteve lá.

A proposta que a L’Oreal lançou a quatro convidadas foi que escrevessem uma carta à sua pele. Simone de Oliveira, Inês Aguiar, Cláudia Vieira e Sara Tavares aceitaram o desafio e as suas cartas deram origem a um pequeno filme, realizado por Mário Patrocínio, que pode ser visto no Facebook da L’Oreal.

Para Cláudia Vieira, uma das convidadas, o que a faz sentir bem na sua pele é a paixão pelo que faz “Sou uma apaixonada pelo que faço e por isso sou feliz, e isso é uma das coisas que me faz sentir bem na minha pele”. Acerca dos erros que comete com a sua pele refere as horas que passa com maquilhagem devido à sua profissão. No entanto afirma que lhe presta muitos cuidados: “Acho que sou muito cuidadosa porque tenho uma pele sensível, reativa, uma pele que mostra muito aquilo que eu sou, e que denuncia as minhas fragilidades”. Entre os cuidados que tem refere a limpeza, a hidratação e a proteção solar.

32

Chego a esta idade e estou bem comigo. Por isso escrevi aquela carta. Deitei-me às duas da manhã e pensei comigo «E agora, o que é que eu faço?». Levantei-me, fui buscar um shot de whiskey, agarrei num cigarro, sentei-me e saiu-me inteiro” conta Simone de Oliveira acerca do processo de criação da carta que apresentou no evento. A carta que emocionou muitos dos presentes é escrita na primeira pessoa e retrata a relação de Simone com a sua pele e com as mazelas que a doença lhe deixou  “Sempre me senti bem na minha pele. Nunca tive muitos dramas. Tive outros mais dolorosos e difíceis; como disse na carta, eu estou toda cosida a ponto cruz e é verdade… Se eu não lidasse bem comigo, não olhava para mim” afirma.

40

O ponto de partida para o projecto #AmaATuaPele foram os Censos da Pele, um estudo desenvolvido pela L’Oreal com o objetivo de perceber o papel da pele para o bem-estar e a autoestima das mulheres portuguesas. Esses foram os pontos mais abordados ao longo da exposição que deu a conhecer o projeto.

A importância da pele enquanto cartão de visita deu origem a um discurso emocionado por parte de Iva Domingues, que falou sobre como é viver com psoríase e de como esta doença pode ser destrutiva para a autoestima de uma mulher. Iva admite que teve de aprender a amar a sua pele e a estar bem consigo mesma.

48 - iva domingues

O evento contou ainda com a presença da psicóloga Susana Pereira, da startup WeCareOn, que discursou acerca da importância da pele como primeiro meio de comunicação com o mundo exterior e acerca da autoestima e do amor-próprio que, segundo diz, são construídos dia após dia. A ideia que pretendeu passar foi a de que se deve amar a própria pele e que esse amor é algo que não é dado à partida, mas construído. Esta startup será apoiada através da oferta de produtos, que serão distribuídos às mulheres presentes na ala de psiquiatria do Hospital de Santa Maria, no âmbito da componente social do projeto.

 

Fotografia de Ana Margarida Almeida