Mais uma noite de Queima, mais um par de fantásticas atuações. No passado sábado, dia 9, o Queimódromo recebeu The Gift e Miguel Araújo.

Pouco depois da meia-noite, e após a atuação da Orquestra Típica e Rancho, o palco principal recebeu The Gift. Surpreendendo o público, a vocalista Sónia Tavares, surgiu no meio da plateia em cima de uma plataforma alta, acompanhada pelo teclista Nuno Gonçalves. Abriu o set com Fácil de Entender, e o coro imediatamente se fez ouvir. Já em cima do palco, a banda natural de Alcobaça percorreu os temas mais badalados dos seus seis álbuns, como Butterfly, Music e Driving You Slow. Imparável, a cantora não deu descanso ao público e atuou de forma eletrizante e arrebatadora. Seguiram-se 11.33, RGB e Made for You. A balada Hei-de te Amar uniu as vozes da plateia mais uma vez. O concerto terminou com The Singles e o palco ficou livre para receber Miguel Araújo.

thegift

O cantor portuense abriu o concerto com Capitão Fantástico, Fizz Limão e o Pica do Sete, tema escrito por Araújo para António Zambujo. Os fãs entoaram as letras de Recantiga, Dona Laura e a muito esperada Os Maridos das Outras. Araújo despediu-se da Queima de Coimbra com a Balada Astral e, durante o encore, membros da Estudantina Universitária de Coimbra “invadiram o palco”, dizendo a Miguel Araújo para se despachar e terminar o concerto depressa.

Miguel Araújo

Esta “noite vermelha” de Queima, dedicada à Faculdade de Direito, encerrou então com a atuação da Estudantina de Coimbra, que cantou os seus temas mais conhecidos para as centenas de estudantes que ainda permaneciam no recinto. Vidraça, Coimbra, Afonso, Traçadinho e Madalena foram algumas das canções apresentadas. A festa continuou noite dentro nas tendas electrónicas e no palco secundário.