Emmy Of The Week

Emmy of the Week #23: Patrick Dempsey

No Espalha-Factos continuamos a destacar a melhor performance televisiva semanalmente. Esta semana o Emmy é atribuído a Patrick Dempsey, em Anatomia de Grey.

11168032_10155616874715647_4472308455179312686_n

Patrick Dempsey, Anatomia de Grey

Tudo na vida tem um lado bom e um menos bom. O mesmo se aplica a ser fã de uma série. Sim, acompanhar as aventuras de um elenco e da sua história ao longo de 10 anos, ou 11 temporadas, é um privilégio. Mas o que dizer quando somos privados de personagens cruciais. Poder-se-ia argumentar que Shonda Rhimes já nos habitou a esta realidade, pois já nos despedimos de Sandra Oh, Katherine Heighl, T R Knight, Isaiah Washington, Eric Dane e Chyler Leigh. Quando, na semana passada, nos deparámos com a confirmação dos rumores, o golpe não foi menos duro. Patrick Dempsey, aka McDreamy, foi sempre um dos pilares da série. Para além dos suspiros amorosos que soltava nas espectadoras, captou a nossa atenção em vários momentos, e How to Save a Life não foi excepção.

Num episódio conduzido quase inteiramente pela sua personagem, vimos mais uma vez os atos heróicos de Derek Shepherd. Não só na sua postura enquanto médico poderoso, mas acima de tudo na narração em off aquando da tentativa de salvação. Já para não falar na forma como as espetadoras devem ter reagido a uma das mais comoventes declarações de amor do pequeno ecrã:

The first time I kissed my wife, she wasn’t my wife then, she was just this girl in a bar. But when we kissed, it was like, I gotta tell you, it was like I’d never kissed any other woman before. It was like my first kiss. The right kiss.

É certo que sentimos muito a falta de Dempsey ao longo desta temporada, mas nada fazia prever que a sua despedida tivesse a carga emotiva que Rhimes tão bem sabe fazer. It’s a beautiful day to save lives. Menos a de Derek.

Mais Artigos
Sozinho em Casa
Macaulay Culkin diz-se ‘vendido’ à ideia de substituir Trump no filme ‘Sozinho em Casa 2’