Depois da gravação do filme Velocidade Furiosa ter sido interrompida pela morte de Paul Walker, o realizador James Wan e os argumentistas tiveram de tomar uma decisão. A tragédia colocou em causa a continuação do filme, onde já se tinham investido mais de 250 milhões de dólares. A solução foi concluir a gravação com a ajuda dos irmãos de Paul, acompanhada com alterações digitais. Esta técnica já foi usada em outros filmes.

Hoje o Espalha-Factos traz-te outros cinco filmes que foram abalados por verdadeiras tragédias – fora e dentro do grande ecrã.

The Hunger Games: A Revolta – Parte 2 (2015)

philip-seymour-hoffman-the-hunger-games-catching-fire-plutarch-heavensbee

O conhecido filme de ficção científica foi abalado quando um dos seus atores foi encontrado morto na sua casa. Philip Seymour Hoffman, que representava o rebelde Plutarch Heavensbe, faleceu no dia 2 de fevereiro de 2014. Na altura, Philip tinha terminado as gravações da parte 1 do filme, e já tinha concluído algumas cenas da parte 2. Apesar de terem havido rumores que a sua imagem iria ser criada digitalmente a Lionsgate acabou por distribuir os seus diálogos a outros atores, e decidiram não criar nada digital.

The Imaginarium of Doctor Parnassus (2009)

heath

O realizador Terry Gilliam quase desistitu do filme depois de Heath Ledger, um dos principais atores do filme, ter morrido no dia 22 de janeiro de 2008. Para contornar a situação, o realizador pediu aos atores Johnny Depp, Colin Farrell e Jude Law que interpretassem as restantes cenas de Anthony “Tony” Shepherd, o misterioso forasteiro. O argumento foi alterado de forma a que a personagem mudasse de visual – para estes atores – cada vez que viajava pelo espelho. No final do filme, aparece uma homenagem ao ator “Um filme de Heath Ledger e seus amigos“.

Gladiador (2000)

oliver_reed

No clássico filme onde Maximus se disfarça de escravo e gladiador do Império Romano para fugir à sentença, a morte de Oliver Reed exigiu repensar as gravações. Reed faleceu na sequência de um ataque cardíaco uns dias antes de terminar a gravação das suas cenas. Oliver representava o papel de Antonius Proximo, um antigo gladiador que compra Maximus na África do Norte. A solução encontrada foi criar as cenas digitalmente.

O Corvo (1994)

brandon_lee

A realização deste filme de Alex Proyas foi marcada pela morte de Brandon Lee, filho do lendário Bruce Lee. Esta tragédia ocorreu efetivamente durante as gravações da longa metragem nos estúdios Carolco, nos Estados Unidos. Numa das cenas, o ator foi atingido acidentalmente. Também neste filme a solução foi criar as restantes cenas digitalmente no corpo de duplo.

Dark Blood (1993/2012)

rivermain1

O filme de George Sluizer de 1993 suspendeu as suas gravações devido à morte do seu protagonista, River Phoenix. A produção foi interrompida enquanto se determinava se havia condições para concluir o filme. As gravações foram abandonadas em 18 de novembro de 1993.

Em 2012, Sluizer decidiu criar uma nova versão, onde cerca de quatro a seis cenas que ficaram por gravar foram substituídas com a narração das mesmas pelo realizador.