velocidade furiosa 7

Estreia da Semana: Velocidade Furiosa 7

Sete filmes estreiam esta semana nas salas de cinema portuguesas, entre os quais Velocidade Furiosa 7, que o Espalha Factos destaca como a Estreia da Semana.

O sétimo capítulo deste milionário franchise contém a última participação de Paul Walker no cinema, que faleceu num acidente de viação em novembro de 2013, poucos meses após o início das filmagens. Depois de uma pausa na rodagem, as gravações foram retomadas, e o resultado está à vista.
http://youtu.be/3wGDiIT-rO0
Velocidade Furiosa 7 é assim uma homenagem a Walker e a continuação de uma história que já vai longa, mas que continua a garantir diversão aos espectadores de cinema, como explica a crítica do Miguel Dias. A ação tem lugar nos Estados Unidos e o elenco conta com Vin Diesel, Michelle Rodriguez, Dwayne Johnson, Kurt Russell, Lucas Black e Jason Statham.
Corações Inquietos é outro dos filmes da semana. Realizado por Saverio Costanzo e com Adam Driver, Alba Rohrwacher e Roberta Maxwell nos principais papéis, conta a história de Jude (Driver) e Mina (Rohrwacher), que se apaixonam em Nova Iorque e casam pouco depois.
Hungry_Hearts
O seu amor parecia inabalável até Mina engravidar e, após dar à luz, se tornar obcecada com a proteção do seu filho, impedindo que este conheça o mundo exterior e que se desenvolva adequadamente. Jude não aceita o comportamento de Mina para com a criança e decide confrontá-la. Corações Inquietos recebeu a nomeação ao Leão de Ouro no Festival de Cinema de Veneza, e Driver e Rohrwacher arrecadaram o prémio Coppa Volpi para melhor ator e atriz.
Experiência de Quase Morte é um drama de Gustave de Kervern e Benoît Delépine sobre Paul, um operador de call center de 56 anos que, certo dia, decide rumar às montanhas, abandonando a mulher e os filhos, com o objetivo de terminar com a sua vida. Sozinho no meio do nada, Paul irá fazer uma avaliação da sua vida e debater sobre as decisões que tomou ao longo da sua existência. Michel Houellebecq encabeça o elenco.
near
Esta comédia francesa, em registo documental, apresenta uma versão alternativa ao desaparecimento de Michel Houellebecq, célebre escritor francês, que desapareceu em 2011 e surgiu três dias depois, afirmando que a linha telefónica de sua casa havia sofrido uma avaria. Esta explicação revelou-se decepcionante, pois enquanto Houellebecq esteve desaparecido, a opinião pública especulou acerca do paradeiro do escritor, surgindo até teorias de que este havia sido raptado por extraterrestres ou pela Al-Qaeda. O realizador Guillaume Nicloux conta em O Rapto de Michel Houellebecq a sua versão da história, na qual Houellebecq é raptado por sequestradores muito amadores, com quem acaba por travar amizade. O filme recebeu o prémio de Melhor Argumento no Festival Tribeca de Nova Iorque.
Suite Francesa é um drama de guerra com lugar na França de 1940, ocupada pelo exército nazi. Lucille Angellier espera ansiosamente pelo seu marido, prisioneiro de guerra, quando se vê obrigada a aceitar na sua casa oficiais das forças alemãs. Bruno von Falk, comandante alemão, chama a atenção de Lucille, e os dois acabam por se envolver. Suite Francesa, de Saul Dibb, é a adaptação cinematográfica da obra homónima de Irène Némirovsky, escritora judia que faleceu em 1942, em Auschwitz. O elenco conta com Michelle Williams, Matthias Schoenaerts, Sam Riley, Kristin Scott Thomas, Ruth Wilson, Lambert Wilson e Margot Robbie.
suite
Em Florence e Vincent Leroy têm um casamento feliz e três fantásticos filhos, mas um dia resolvem divorciar-se e seguir com as suas vidas, separadamente. Os detalhes do divórcio parecem ter sido resolvidos, à excepção de um pormenor: nem Florence, nem Vincent querem a custódia das crianças. Como não conseguem chegar a um acordo, o juiz diz-lhes que terão de ser os filhos a escolher com quem ficar. Resta-lhes, portanto, agir de forma a que os filhos prefiram um em vez do outro. Esta é uma comédia de Martin Bourboulon e conta com Laurent Lafitte, Marina Foïs, Alexandre Desrousseaux, Anna Lemarchand e Achille Potier nos papéis principais.
Que Estranho Chamar-se Federico é uma obra que mistura ficção e documentário, de Ettore Scola, realizador octogenário, que analisa a vida, obra e carreira de Federico Fellini, um dos mais importantes realizadores da História do Cinema. Serve este filme para homenagear este grande cineasta italiano, no ano em que se celebra o vigésimo aniversário da sua morte.
federico
Mais Artigos
Venom 2 trailer
‘Venom 2’ já tem trailer e terá ‘Carnificina’