11071583_1056956334320007_216361538205618886_o

Dançarte já apurou jovens bailarinos para a Dance World Cup

Decorreu no Teatro das Figuras, em Faro, entre os dias 26 e 28 de março, a 12ª edição do concurso internacional de dança Dançarte, organizado pela Associação Beliaev Centro Cultural. O concurso apurou bailarinos e escolas para a Dance World Cup deste ano.

Ao longo dos dias de competição, passaram pelo palco farense cerca de 630 jovens bailarinos, com idades entre os 8 e os 25 anos. Os bailarinos estiveram distribuídos nas categorias Solistas, Duetos/Trios e Quartetos/Grupos, nas modalidades de dança clássica, dança contemporânea, dança de caráter, jazz, hip hop e sapateado.

Na edição deste ano, os jurados que avaliaram os jovens bailarinos foram Luca Loiacono, bailarino e coreógrafo de hip hop em Itália; Kevin Richmond, da Companhia Ballett Basel; Liliana Mendonça, bailarina e professora na Escola de Dança do Conservatório Nacional; Tom Colin, bailarino da Companhia Nacional de Bailado; Anna Polikarpova, bailarina principal da Companhia Hamburg Ballett.

No primeiro dia, quinta-feira, foi a vez dos bailarinos entre os 8 e os 11 anos se apresentarem em Solista, Dueto e Grupo. Este escalão trouxe muitos familiares e amigos dos concorrentes à plateia do Teatro das Figuras que, ao longo dos dias de competição, esteve praticamente com os seus quase 800 lugares preenchidos.

Uma das concorrentes que se destacou mais neste dia, tendo ganho um prémio oferecido pela organização para frequentar a Escola de Verão, foi Maria do Carmo. Com apenas 9 anos, Maria conquistou a preferência dos jurados com a sua interpretação em variação clássica e em solo de contemporâneo.

Para mim, foi importante ganhar porque senti um grande entusiasmo e vontade de continuar a dançar depois de ver tanto trabalho a ser valorizado“, disse Maria ao Espalha-Factos.

O dia 27 foi o dia dos duetos, trios e grupos, nos escalões dos concorrentes mais velhos. Uma das coreografias de grupo que se destacou neste dia foi Holocausto, ganhando o prémio de Melhor Grupo, atribuição que lhe confere a inscrição gratuita na Dance World Cup. O grupo dançou sobre a temática do extermínio de judeus pelos nazis, emocionando quem estava a assistir, inclusive alguns jurados.

Neste dia, destacou-se ainda o dueto contemporâneo Corpo a Corpo, de Ana Mendes e Carolina Machado, ao ganhar um primeiro lugar e 500€ com o prémio de Melhor Dueto do concurso, atribuído na gala juvenil do concurso.

Foi muito gratificante ganhar logo dois prémios com este dueto porque foi muito difícil chegar ao nível que apresentámos aqui, em conjunto. Só temos a agradecer a quem nos coreografou um dueto tão pessoal“, disse Ana.

Aquele que foi considerado o grande destaque do concurso foi o bailarino Alexandre Mateus que, além de ter levado para casa um primeiro lugar em solista masculino, ganhou o prémio de Melhor Solista com a variação clássica Quebra Nozes e com um solo de contemporâneo, com coreografia de Carolina Cantinho.

Foram ainda entregues três prémios especiais, com patrocínio da Escola de Dança do Conservatório Nacional, da Companhia Nacional de Bailado e do Quorum Ballet.

Dançarte revelou ser por mais um ano um grande ponto de encontro da dança em Portugal e de jovens bailarinos de vários pontos do país, e vindos de outros países. Foram cerca de 630 bailarinos que passaram pelo palco do Teatro das Figuras e muitos mais familiares e amigos que, ao longo de três dias de concurso, se dispuseram a apoiar e a aplaudir – ainda que muitas vezes em silêncio – o talento que Faro acolheu.

As escolas e os bailarinos que ganharam no Dançarte ficaram apurados para a Dance World Cup que, este ano, será realizada em Bucareste, entre 27 de junho e 4 de julho.

Mais Artigos
Pedro Pinto e Cristina Ferreira
Cristina Ferreira reage à saída de Pedro Pinto