Após alguns anos de espera, Selah Sue lançou esta semana o seu segundo álbum, Reasonno passado dia 27. Quatro anos após o lançamento do seu álbum de estreia, a cantora apresenta um novo projeto onde consegue agradar não só aos seus fãs, como a qualquer um que goste de um pouco de pop.

Uma mudança de registo de um álbum para o outro nem sempre é bem encarada. No entanto, o novo álbum de Selah Sue revela um equilíbrio entre o seu repertório de  soul e o reggae e tendências mais pop e comerciais. Os singles Alone Together já previam um pouco esta nova faceta da cantora, com sonoridades mais ritmadas e eletrónicas. São sem dúvida duas das melhores faixas do álbum.

Mas desenganem-se aqueles que pensam que Reason é um álbum puramente pop. A cantora reservou algum espaço no seu novo disco para a good vibe a que habituou os seus fãs. Continuas a poder ouvir o típico soul em faixas como I Won’t Go For More, Daddy e Falling Out. A cantora também preserva um pouco do seu estilo reggae na canção Sadness. O que acontece em muitas outras faixas é uma nova abordagem a estes estilos, com uma roupagem mais moderna.

Feel é uma música que se destaca neste álbum, muito provavelmente pelo fator de novidade, por conter este novo registo. O refrão é, no mínimo, viciante:

http://youtu.be/M2BoE3T-_PQ

Num ritmo mais lento, e um som bastante apelativo, Fear Nothing testa os dotes vocais de Selah Sue. A cantora passa de versos suaves para refrões e cheios de garra. Mas a voz da cantora é verdadeiramente testada na faixa inequivocamente soul, I Won’t Go For More. Na edição deluxe de Reason, a cantora presenteia os ouvintes com uma versão acústica da música:

Músicas como Alive e The Light são músicas que também se destacam positivamente no alinhamento do disco, por e simplesmente por serem agradáveis ao ouvido. Não há nada de muito especial nestas duas faixas.

http://youtu.be/pwvAJrXgIQI

Nos pontos mais fracos coloco as faixas Right Where I Want You e Daddy. A primeira destoa imenso daquilo que se ouve no álbum, tem um tom bastante obscuro, algo que não é comum associar a Selah Sue. É difícil gostar dessa música. Já a segunda é um tema muito monótono e pouco interessante.

http://youtu.be/oKgT6PVeOHQ

Neste segundo álbum, Selah Sue conseguiu reinventar o seu registo, tornando-o, de uma forma geral, mais apelativo a novos públicos. Inovação q.b. foi a chave para o sucesso da cantora belga neste disco.

Esta é a tracklist de Reason na sua versão deluxe:

  1. Alone
  2. I Won’t Go For More
  3. Reason
  4. Together (feat. Childish Gambino)
  5. Alive
  6. The Light
  7. Fear Nothing
  8. Daddy
  9. Sadness
  10. Feel
  11. Right Where I Want You
  12. Always Home
  13. Falling Out
  14. Gotta Make It Last
  15. Direction
  16. Alone (versão acústica)

Nota Final: 7,5/10

SS Reason