mia couto

Mia Couto na corrida pelo Man Booker International Prize

A ocasião é inédita – pela primeira vez, um autor de língua portuguesa consta na lista dos 10 finalistas para o Man Booker International Prize, Mia Couto enfatiza o valor da literatura africana e mostra-se surpreso por estar habilitado a este prémio que é, segundo ele, de prestígio internacional.

Mia Couto tem razões para estar orgulhoso. Para além de ser finalista deste prémio, enfatiza que, na mesma lista, se encontram quatro africanos. O autor refere que a literatura é algo que, nesse continente, não cria muitas expetativas – “África era um continente de futebolistas, dançarinos e escultura; da literatura, não se esperava muito”. 

O Man Brooker International Prize  existe desde 2005 e distingue um escritor a cada dois anos, com um prémio no valor de cerca de 82 mil euros. Os critérios definem que não só um romance é analisado, mas toda a sua obra de vida.

Os finalistas foram anunciados por Marina Warner, presidente do júri, numa conferência de imprensa realizada na Cidade do Cabo. Ao lado de Mia Couto, concorrem para este prémio:

  • César Aira (Argentina)
  • Hoda Barakat (Líbano)
  • Maryse Condé (Guadalupe)
  • Amitav Ghosh (Índia)
  • Fanny Howe (Estados Unidos da América)
  • Ibrahim al-Koni (Líbia)
  • Lázló Krasznahorkai (Hungria)
  • Alain Mabanckou (República do Congo) 
  • Marlene van Niekerk (África do Sul)

O vencedor será anunciado numa cerimónia, a decorrer no dia 19 de maio no Museu Victoria and Albert, em Londres.

slide4

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Fernando Rocha
Fernando Rocha testa positivo para Covid-19