Corações-Inquietos-Destaque

Festa do Cinema Italiano’15: O amor à italiana

A Festa do Cinema Italiano dá ao público a oportunidade de ver grandes filmes que têm como temática o amor à italiana. É o caso de Cinema Paraíso, um grande clássico realizado por Giuseppe Tornatore, exibido numa versão restaurada digitalmente em 4K, na secção Amarcord e Corações Inquietos, o drama de Saverio Costanzo, baseado no livro de Marco FranzosoIl bambino indaco, na secção Panorama.

Cinema Paraíso – 9

Cinema Paraíso faz um ensaio sobre a nostalgia da infância e a paixão pelas imagens em movimento. Ninguém fica indiferente à relação entre as personagens, em particular a cumplicidade entre o pequeno Salvatore e Alfredo, o projecionista. O filme acompanha o desenvolvimento da relação destes dois amigos de duas gerações diferentes, bem como o papel que o cinema protagoniza nas suas vidas. Salvatore, através da arte mediada pelo cinema, obtém os principais ensinamentos da vida social e amorosa, ao passo que Alfredo projeta filmes como profissão, que não entretêm somente o público, mas também transmitem a verdadeira essência do ser humano.

O cinema, materializado na sala do Cinema Paraíso, enfatiza o prazer pelas imagens e a capacidade de fazer a comunidade sonhar. O título do filme não é acidental, o cinema transporta-nos para um lugar paradisíaco de histórias irrepetíveis, que remontam a um tempo distante, de saudade. Cada espectador consegue rever-se nas histórias projetadas, nos amores e desamores das personagens apropriando-se do seu sentido, pois já encararam as mesmas situações na própria vida. Cinema Paraíso é um filme único que retrata a amizade, o amor e a paixão pelo cinema que é eterno, nostálgico e intemporal.

Captura-de-ecrã-2011-07-10-21.01.23

  Corações Inquietos – 8.5

Um romance que se inicia num local público de forma insólita, transforma-se numa promissora história de amor. Mina, italiana, e Jude, americano, tinham tudo para serem felizes, mas a chegada de um filho destabiliza a sua relação, mostrando cada um a sua verdadeira essência. Ela, supersticiosa, apologista do consumo vegan e obcecada pela pureza num mundo tóxico e poluente, acaba por colocar em risco a vida do seu bebé. Ele, que a princípio obedecia ao instinto maternal de Mina, começa a duvidar da sanidade mental da sua mulher ao aperceber-se que os seus métodos anti-medicina prejudicavam o crescimento do filho que atrofiava de dia para dia. Tomando controlo da situação, Jude trava uma batalha emocional entre o amor que sente por Mina e a proteção do seu filho contra os devaneios da própria mãe.

Corações Inquietos é um drama psicológico, que explora a parentalidade do nosso tempo e a linha ténue entre proteção e obsessão num mundo capitalista e consumista. É de destacar as performances surpreendentes, de grande autenticidade de Adam Driver e Alba Rohrwacher, vencedores dos prémios de Melhor Atriz e Melhor Ator no Festival de Veneza. As cores do filme marcam o tom de cada cena e os ângulos picado e contra-picado dão um toque de suspense à Polanski, que irresistivelmente prendem a audiência à cadeira. Infelizmente a reviravolta inesperada da história ocorreu tarde demais e não foi explorada tão fortemente como deveria. Um filme inesquecível que toca em assuntos atuais e controversos. A estrear em Portugal no dia 2 de abril nas salas de cinema.

Corações-Inquietos-Imagem

Mais Artigos
Albano Jerónimo
Albano Jerónimo protagoniza série latino-americana da Amazon