MB_20x30_XS

Cabelo de doentes com cancro transformado em colares

O projeto chama-se Tangible Truths e nasceu da experiência de Sybille Paulsen com o cancro. Entendeu o sofrimento causado pela doença por vê-la afetar alguém bastante próximo e foi aí que nasceu a sua ideia – aproveitar o cabelo de pacientes em tratamentos de quimioterapia para confecionar peças de bijutaria.

Os resultados da criatividade e do engenho de Sybille Paulsen não são “objetos que se usam uma estação e se deitam fora”, mas sim “objetos plenos de carga emocional e significado”. O objetivo é que a peça final seja uma forma efetiva de guardar uma recordação do apoio e do amor que os doentes receberam durante essa fase.

Há quem reaja com alguma estranheza quando se depara com uma matéria-prima tão fora do comum. No entanto, a artista não tem sentido dificuldade em encontrar trabalho e os pedidos são bastantes – não só para doentes, mas também para qualquer pessoa que tenha, recentemente, experimentado uma mudança ou reviravolta na sua vida, seja um casamento, um nascimento ou até uma mudança de cidade.

A autora reveste cada peça de um caráter bastante pessoal, sendo que não há duas iguais. No entanto, admite que tem uma preferida – a primeira que fez. Esta foi produzida para Mary Beth, e exigiu bastante coragem e audácia. Paulsen afirma que teve de “ganhar alguma maturidade para realizar o projeto” mas que, após este primeiro colar, entendeu que as pessoas gostavam do que fazia. Mary Beth é, hoje, sua amiga, e as duas afirmam que foi este projeto que as juntou e que a primeira peça foi, para ambas, um marco.

Mais Artigos
Telejornal RTP1 audiências
Falha técnica tira um milhão de espectadores à RTP1