O sexto dia da Monstra voltou a dar cartas, desta vez com a exibição da segunda longa-metragem de competição. Uma ante-estreia no Cinema São Jorge diretamente do Studio Ghibli, O Conto da Princesa Kaguya de Isao Takahata.

O Conto da Princesa Kaguya – 8.5

Baseado no conto tradicional japonês do cortador de bambú, o filme narra a história de uma princesa nascida de uma cana de bambú resplandescente, que é encontrada por um camponês na sua lavoura. O casal, que a acolhe como filha no seu seio familiar, repara nas suas singularidades divinas e providencia-lhe uma vida de nobreza na capital, de modo a honrar a sua posição de princesa. A ambição do pai camponês em ascender na classe social, contrasta com a simplicidade da mãe e da princesa que veem no campo e no cultivo da terra a felicidade suprema.

The_Tale_of_Princess_Kaguya

Um filme que nos mostra as tradições japonesas e a distinção social entre ricos e pobres. A beleza do artesanato e da agricultura que se compara com a rigidez e o perfecionismo da nobreza. A liberdade e a apologia ao sentimento nos camponeses distingue-se da clausura, submissão feminina e racionalidade da nobreza. Isao Takahata aborda igualmente no seu filme o simbolismo da morte como renovação da vida e a passagem para o além. Buda é representado como a divindade da lua que, ao ser chamado pela princesa, regressa à terra para buscá-la com o seu manto do esquecimento da vida terrena. A princesa que não é deste mundo, regressa ao seu lar na lua, deixando os humanos com o seu sofrimento e fragilidades. Uma reflexão forte que toca vários aspetos da religião, mas que é subitamente encaixada no resto da história e muito pouco explorada no decorrer da trama.

no3_kaguya_nikonikoboard_out

Para além da história sublime, é importante destacar a beleza e a perícia do traço nos desenhos, que surgem como pinturas impressionistas em movimento, nas quais as personagens se fundem com as paisagens da natureza. Uma técnica surpreendente, muito distinta dos outros filmes realizados pelo Studio Ghibli, que recebeu vários prémios internacionais e reconhecimento por parte da crítica cinematográfica.

Hoje, O Conto da Princesa Kaguya regressa novamente aos ecrãs do festival, mas desta vez no Cinema City Alvalade às 22h. A não perder ainda a estreia de um dos filmes mais aguardados por miúdos e graúdos, A Ovelha Choné visita a Monstra no Cinema São Jorge às 20h.