Faleceu Bárbara Virgínia, a primeira mulher a realizar um filme em Portugal

Faleceu Bárbara Virgínia, a primeira mulher a realizar um filme em Portugal

Deixou-nos no passado domingo Bárbara Virgínia, a primeira mulher a sentar-se atrás das câmaras no nosso país e a assumir as funções de realizadora.

Nascida a 15 de novembro de 1923 como Maria de Lurdes Dias Costa, adotou o seu nome artístico nos anos 30 quando se começou a afirmar na Emissora Nacional como cantora e declamadora. Os seus estudos em diversas áreas artísticas no Conservatório Nacional levaram-na a tornar-se dançarina no Teatro Nacional e a trabalhar como colaboradora na revista Modas e Bordados.

Após se ter estreado no teatro na peça O Ladrão tornou-se uma cara habitual nas revistas da época, onde era comum haver um número de dança e declamação. A sua estreia no cinema deu-se em 1945 quando figurou em Sonho de Amor, a comédia amorosa de Carlos Porfírio.

Mas é em 1946 que Bárbara Virgínia entra na história. Foi nesse ano que estreou Três Dias Sem Deus, que realizou e protagonizou apenas com 22 anos, fazendo dela a primeira mulher a assinar uma longa-metragem de ficção em Portugal. O filme foi, juntamente com o épico nacionalista Camões, o representante português na primeira edição do Festival de Cannes, onde a cineasta se distinguiu por ser a única (e primeira) mulher entre os realizadores em competição, num ano onde se liam nomes como Billy WilderRoberto Rossellini nos candidatos ao Grande Prémio.

A sua passagem no grande ecrã foi curta. Depois de em 1947 ter entrado em Aqui Portugal abandonou em definitivo as câmaras do cinema para se dedicar à radio, com o popular programa O Comboio das Seis e Meia, e ao teatro. Foi precisamente no final de um recital no Teatro S. Luís que um empresário brasileiro lhe propõe uma carreira no outro lado do Atlântico. A atriz parte então para o Brasil e assina com a TV Tupi, uma das pioneiras do pequeno ecrã no país do Samba, que então se torna a sua casa e onde constrói uma longa e cheia carreira.

Bárbara Virgínia permaneceu no Rio de Janeiro até ao fim da sua vida. Foi lá que morreu aos 91 anos, precisamente no Dia da Mulher.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Vera Kolodzig
Vera Kolodzig junta-se à ficção da SIC