Durante o ano de 2015, o Village Underground Lisboa vai acolher a 1ª edição da Mostra de Teatro Breve em Contentores. Trimestralmente, três peças de teatro para o público geral e uma peça para o público infantil pretendem ser uma alternativa na oferta cultural existente na capital. 

A primeira edição do evento realiza-se de 13 a 15 de março. De sexta a domingo, são apresentados três espetáculos de 15 minutos. Todos os espetáculos foram programados com o horário que permita a alternância do público pelos vários contentores.

O público apenas precisa de adquirir um único bilhete para todos os espetáculos. A única excepção é a peça infantil que terá um  bilhete à parte.

O principal objetivo deste projeto é a experiência de novas formas dramáticas e o incentivo na escrita de novos textos. Outra das componentes desta Mostra é a dinamização do VUL criado em 2014. O Village Underground Lisboa situa-se em Alcântara e é  constituído por 14 contentores marítimos, distribuídos em quatro blocos de três andares.

Para ajudar nos custos, a organização criou uma campanha de crowdfunding, com o objetivo de angariar 1500 euros. Mesmo que o valor não seja atingido, a Mostra acontecerá na datas anunciadas. Podes aceder aqui à página de crowdfounding.

http://www.youtube.com/watch?v=xV8OfA5Yj8k

A Mostra apresentará as seguintes peças:

Fernélia- História de Amor de Fernando Pessoa e Ofélia Queiroz

13 e 14 de março

Os amores entre Pessoa e Ofélia são interpretados por Luís Portugal II. A peça percorre a transformação na paixão de Ofélia, desde a vontade em casar com Pessoa até à chegada do seu alter-ego. A encenação está a cargo de Carlos Melo.

unnamed

O Vidente dos Prazeres

13 e 14 de março

Marco Pedrosa escreve, encena e interpreta uma peça sobre as consultas de natureza mística. Um Mago improvisa uma consulta onde questiona os espetadores e lhe dá previsões sobre o futuro. O próprio afirma:   “É também, para mim, a possibilidade de realizar uma encenação interativa, como se de uma consulta de grupo se tratasse.” E faz a promessa de se manter “dentro do limiar da credibilidade“.

unnamed (1)

Check Mater

14 e 15 de março

Baseada em factos reais, esta peça junta a dor de duas mães que perderam os seus filhos. Com interpretação e encenação de Susana Vitorino, este espetáculo questiona o limite da nossa fé e a força do sentimento de ser mãe e filha.

unnamed (2)

A Máquina Mirabolante

14 e 15 de março

O Dr. Augusto Mirabolante criou uma máquina inovadora, que transforma as crianças mal comportadas em crianças obedientes e educadas. Com interpretação de Catarina Rôlo Salgueiro e encenação de Filipa Duarte, esta é a peça infantil proposta para a 1ª edição da Mostra.

O preço dos bilhetes é de 8 euros. Sendo que os profissionais do espetáculo, os maiores de 65 anos e os estudantes de teatro, têm acesso a um bilhete de 6,50 euros.

Os bilhetes podem ser adquiridos na bilheteira online ou na bilheteira local no próprio dia 1h30 antes do inicio das sessões.