O irreverente bailarino ucraniano Sergei Polunim juntou-se ao fotógrafo norte-americano David LaChapelle e juntos criaram uma forma diferente de ouvir e experienciar a música gospel Take me to Church, do irlandês Hozier.

Numa ampla e iluminada sala branca rodeada de árvores, o bailarino ucraniano dá nova vida, de forma dramática, à música com movimentos modernos mas também com piruetas e saltos de várias variações clássicas.

Apesar da simplicidade do vestuário e da sala aberta onde Polunim dança, as suas tatuagens acabam por saltar bastante à vista, talvez pretendendo estabelecer uma ligação inconsciente com o exterior exótico que se vê pelas janelas e portas abertas.

Vê agora essa produção: