A fotógrafa Anastasia Pottinger fez um ensaio sobre a aparência do corpo das pessoas com mais de 100 anos de idade. Chamou-lhe Centenarians (Centenários) e o resultado é um emocionante conjunto de nus a preto e branco.

Esta ideia nasceu após uma mulher com 101 anos, ter procurado Pottinger e lhe ter pedido para ser fotografada nua. Única condição? Não ser possível identificá-la através das fotografias.

Quando revi as imagens no meu computador, soube que estava a olhar para algo muito especial. Foi depois de ter começado a exibir o trabalho que a ideia de fazer um ensaio surgiu”  (tradução livre) escreve a fotógrafa no seu site oficial.

Segundo a autora das imagens, existe algo de muito familiar e íntimo nestas fotografias. Somos imediatamente levados a perguntarmo-nos se é assim que vamos ficar ao envelhecer, ou um pequeno pormenor faz-nos lembrar de alguém que nos é querido. Revemos nos modelos a careca do nosso avô ou as rugas que se formam à volta da boca da nossa avó quando se chateia.

Todos os modelos são voluntários, mas chegam a  Pottinger através de uma neta ou um amigo de família. Criam com a mesma uma grande relação de intimidade que está bem patente nas fotografias, e a fotógrafa considera essencial conversar primeiro com eles para depois passar à sessão fotografia em si. Para si a excitação está no salto dado entre a conversa e os primeiros clicks da máquina.

“Quem possui a faculdade de ver a beleza, não envelhece” Franz Kafka