Começou por ser apenas um grupo de amigos que produzia pequenos vídeos de humor e os publicava num canal do Youtube, para se tornar uma empresa de conteúdos de um dos canais mais populares da atualidade. O Espalha-Factos falou com quatro dos elementos do projecto, sobre a nova versão televisiva da Porta dos Fundos.

O grupo mostra-se muito contente com o retorno que tem do povo português “‘A gente’ fica muito ‘lisonjeado’ de estar na Europa e ter esse retorno aqui. É incrível”. E quando questionados sobre o que os inspira em Lisboa, João Vicente de Castro responde: “vocês são muito inspiradores”, provocando risos na audiência. Gonçalo Moura, diretor de programação dos canais FOX em Portugal, mostra-se também satisfeito com a nova adição, referindo que esta permitiu “concretizar uma ideia antiga”, a de criar o “Dia Nacional da Ressaca”.

4

O grupo brasileiro, que inicialmente não se sentia atraído pela televisão, mostra-se muito entusiasmado com este novo projeto. Ian SBF diz que só aceitaram o desafio porque “A FOX respeita o nosso tipo de conteúdo” mas que nunca pensaram “que a FOX topasse”. António Pedro Tabet, em tom de brincadeira, destaca outra mais valia. O consumidor destes vídeos “fá-lo de forma muito pessoal no seu tablet ou smartphone. Mas agora vai poder constrangir o resto da família a assistir a estes programas numa tv de 50 polegadas na sua sala. E você vai rir sozinho porque provavelmente a outra pessoa vai ficar assustada”. 

Durante a conversa afirmam conhecer o humor português através de figuras como, César Mourão, Salvador Martinha e Ricardo Araújo Pereira. Gregório Duvivier diz que “Ricardo é um dos humoristas mais inteligentes e que mais admiro”, demonstrando grande respeito pelo humorista português.

6

Para além da série, que começará a ser exibida em breve em Portugal, a Porta dos Fundos irá estrear ainda em 2015 duas séries, uma com episódios inéditos e outra de animação. Ian SBF afirma que a ideia é “transformar a ‘Porta dos Fundos’ numa produtora de conteúdos” e que “ a televisão é só mais uma área de atuação”. O grupo está ainda a considerar fazer um filme. A possibilidade de voltarem a fazer um festival em Portugal é posta de lado, já que se voltarem “não é para um festival de conversa ou de aproximação. A ideia é filmar, fazer ‘sketches’ aqui, uma peça de improviso, ou gravar ‘sketches’ temáticos”.

Hoje em dia, a Porta dos Fundos já não é somente um grupo de amigos, são já uma empresa de produção de conteúdos de humor, na qual trabalham cerca de 50 pessoas: “O que comanda a empresa ainda é o criativo, o que é engraçado e que a gente gosta de fazer”, afirmou Ian SBFAntónio Pedro Tabet acrescenta que não fazem “humor para polemizar. A gente faz humor para ser engraçado. Se, para ser engraçado, tem que ser polémico, a gente vai fazer”. Diz que os seus vídeos têm características humorísticas documentais “ quase um humor negro”.

1

São mais de trezentos “sketches” reagrupados em episódios televisivos, num acordo feito inicialmente com a Fox Brasil e, agora, com a Fox Portugal. A série irá estrear em Portugal a 17 de fevereiro.