wbresize

Autor do mês de fevereiro: Sveva Casati Modignani

Mensalmente, o Espalha-Factos  irá dar destaque um autor. Numa rubrica intitulada ‘Autor do Mês’, serão publicados artigos relacionados com o escritor escolhido.  Sveva Casati Modignani é reconhecida como a signora do bestseller italiano, com cerca de 11 milhões de exemplares vendidos e traduzidos em 20 países. 

Sveva Casati Modignani era, inicialmente, o pseudónimo de um casal de jornalistas italianos que trabalhavam em conjunto, Beatrice Cairati escrevia e Nullo Cantaroni revia o texto. A dupla deixou de existir após o aparecimento da doença de Parkinson no marido de Cairati, pelo que, segundo a autora, há mais de 20 anos que escreve sozinha.

Num artigo de Susana Salvador, publicado no Diário de Notícias, em setembro de 2008, Beatrice revela a origem do pseudónimo: “O nome de Sveva vem do rei Frederico II di Svevia, do século XIII. Foi uma pessoa muito importante para Itália, era um homem muito bonito e muito culto. Eu adorava Frederico II e decidi que Sveva podia ser um bom nome para mim. É um nome muito aristocrático. Os outros dois nomes vêm de duas importantes famílias nobiliárquicas italianas, de Milão: Casati Stampa e Litta Modignani”.

Nascida em Milão, onde reside até hoje, o seu primeiro romance, publicado em 1981, sem tradução portuguesa, impulsionou a sua carreira na escrita, dando início a um estilo único e inimitável na ficção literária. A Anna Dagli Occhi Verdi sucederam-se muitas outras obras, agraciadas com críticas muito positivas, tendo algumas delas sido adaptadas ao cinema e à televisão com grande sucesso, como Baunilha e Chocolate (2002), primeira obra editada em Portugal.

Os seus romances venceram quatro vezes o prestigiado Prémio Selezione Bancarella: em 1981 com a sua primeira obra, 1984 com Saulina, em 1987 com Desesperadamente Giulia e em 1989 com A Siciliana. Sveva distingue-se por histórias familiares, com fundo histórico, impregnadas de mulheres lutadoras. Na verdade, Mr Gregory foi o primeiro romance de Sveva com um protagonista masculino e o mais recente romance da autora, A Família Sogliano, publicado a 19 de setembro do ano passado, regressa com um espírito feminista, traçando o retrato de uma mulher inesquecível e de uma família poderosa do mundo fascinante e pouco conhecido do coral.

Para mais informações, é possível seguir Sveva Casati Modignani através da página oficial das suas obras editadas em Portugal, pela Porto Editora. Em Portugal, estão disponíveis 17 das suas obras e, no catálogo da Porto Editora, figuram já 12 dos seus romances, entre os quais Feminino Singular, Baunilha e Chocolate, O Jogo da Verdade, Desesperadamente Giulia, O Esplendor da Vida e A Siciliana.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Eurovisão
Eurovisão 2021. Canal italiano propõe atuação de artistas que iriam à edição de 2020