Após a sua estreia comercial no Cinema Ideal (juntamente com outros dois documentários sobre o Holocausto), A Noite Cairá foi transmitido na RTP na passada terça-feira em celebração do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.

Assinado por Andre Singer, o documentário funciona como um making of de German Concentration Camps Factual Survey, o filme perdido de Sidney BernsteinAlfred Hitchcock que, por razões políticas, não viu a luz do dia até ao ano passado. A Noite Cairá recolhe alguns dos excertos de German Concentration… e entrevista alguns dos sobreviventes filmados pelos Aliados aquando da libertação dos campos de concentração.

É difícil criticar o filme. Primeiro, e olhando para ele sem ter em conta as suas imagens e o seu conteúdo, porque não é bem um “filme”, é mais um making of, quase como se fosse um extra de um DVD de German Concentration… cujo princípio é contextualizar e mostrar como foi feito o documentário. E não se escrevem muitas críticas a este tipo de peças nem é costume vê-las a estrear nas salas (e, tendo em conta que a obra de Bernstein/Hitchcock só passou no Doclisboa do ano passado e não tem, por enquanto, data de entrada no circuito comercial, parece que a estreia de A Noite Cairá é algo isolada).

Mas mesmo não sendo uma “verdadeira” longa-metragem, não podemos negar que é uma experiência sem igual. Não só os excertos de German Concentration…, sem dúvida as imagens mais assustadoras e impressionantes algumas vez captadas por câmaras, mas também os testemunhos de sobreviventes dos campos e dos generais e cameramen que os encontraram. Alternando entre as filmagens dos Aliados e as entrevistas, que se completam primorosamente umas às outras, assistimos a uma violenta aula de História, tão ou mais chocante como seria de esperar.

É assim que o filme cumpre também os seus objetivos de making of. O argumento narrado por Helena Bonham Carter vai explicando como se procedeu a montagem, a recolha de material e os fatores políticos que condicionaram a realização do projeto de Bernstein, paralelamente à ilustração dos horrores do Holocausto, mantendo sempre pontos de ligação entre ambas as componentes da fita. A Noite Cairá até pode ser muito convencional, sendo estruturado como qualquer documentário que passa na televisão, mas o seu conteúdo supera qualquer erro ou detalhe menos conseguido.

É aqui que entramos na outra grande dificuldade em opinar sobre o filme. As imagens são perturbadoras (à falta de um adjetivo mais expressivo) e fazem nascer em todos nós, independentemente da nossa raça, religião, nacionalidade, etc., demasiados sentimentos que impossibilitarão uma opinião sóbria. Tentar escrever uma crítica sobre A Noite Cairá é como escrever uma carta a explicar objetivamente como nos sentimos após a morte de um ente querido. Haverá sempre uma panóplia de emoções que se irão sobrepor a qualquer tentativa de analisá-lo como se analisam outras fitas.

Revolta, tristeza, nojo e também um sentimento de culpa por termos descido tão baixo ao ponto de animalizarmos outros humanos são apenas algumas dessas emoções. Isto é resultado de um bom ponto do filme: não culpa apenas os alemães. Embora demonstre inevitavelmente que estes foram os grandes orquestradores do Holocausto, aponta também o dedo aos não-soldados que sabiam da existência dos campos mas que faziam por ignorá-los (um pouco como ainda nos dias de hoje nos “esquecemos” da fome de África e dos conflitos bélicos no Médio Oriente) e ao Ocidente que se recusou a receber os judeus e que os enviou para mais décadas de sofrimento.

A Noite Cairá requer um estômago forte e ficará connosco muito tempo (senão para sempre) após o vermos. A nota 10/10 que aqui se dá não é dada devido à construção do filme (que, numa árdua tentativa de avaliar, podemos afirmar ser imperfeita) mas sim à experiência a que equivale assistir ao mesmo. E se este documentário já é o que é, então resta imaginar como será visualizar German Concentration Camps Factual Survey, que ficamos ainda mais curiosos mas ainda menos corajosos para ver.

10/10

Ficha Técnica

Título: The Night Will Fall

Realizador: Andre Singer

Argumento: Lynette Singer

Elenco: Helena Bonham Carter (narração)

Género: Documentário

Duração: 75 minutos