windows

Windows 10: o que traz de novo

A Microsoft ainda domina o mercado tecnológico e o recente lançamento do Windows 10 será, provavelmente, uma das maiores e melhores apostas dos últimos tempos da gigante americana.

O novo sistema operativo estará programado para abranger desde computadores a telemóveis, tablets e até consolas. O que muda, dependendo de modelo, é o tamanho do ecrã e o suporte sensível ao toque. De qualquer forma, mesmo que a interface varie, o sistema operativo é o mesmo em todas as versões.

Com todo o desagrado relativamente ao Windows 8, considerado por muitos uma “catástrofe” que fugiu à linha de produção da Microsoft, o Windows 10 é, de certa forma, o regresso a um território familiar ao qual os utilizadores do Windows estavam habituados.

Segundo a Microsoft, o upgrade para o novo sistema operativo será gratuito durante o primeiro ano de comercialização do Windows 10 e atinge os utilizadores do Windows 8.1, Windows Phone 8.1 e também do antigo Windows 7. A longo prazo, o objetivo da Microsoft é tornar o Windows 10 numa plataforma mais atrativa e dinâmica para todos os usuários, começando desde logo pela apresentação de várias novidades que marcam a diferença do sistema antigo para o novo.

 

  1. Menu Iniciar

A ausência de ‘Menu Iniciar’ no Windows 8 foi um dos motivos de grande controvérsia, pois estava presente em todos os sistemas desde a versão 95, uma ferramenta que obrigou os utilizadores a desabituarem-se de algo que usaram durante 17 anos. O novo Windows veio com a missão de resgatar o ‘Menu Iniciar’, o que aconteceu de facto. Divide-se em duas partes: do lado esquerdo temos o padrão já visto nos Windows anteriores ( XP, Vista e 7). Já do lado direito temos uma versão compacta da Modern UI, semelhante aos blocos dinâmicos do Windows 8.

menu iniciar windows

  1. Windows Holográfico

O Windows Holográfico trata-se de um sistema capaz de produzir hologramas no mundo real, que funcionará com a utilização dos óculos HoloLens. O wearable conta com som espacial, sensores avançados e, é claro, uma unidade de processamento holográfico, tudo compatível com Windows 10. A inovação holográfica destina-se sobretudo aos jogos, que transportam o mundo virtual para a realidade.

A Microsoft detalhou como funciona o HoloLens, um computador em formato de óculos que trabalha com holografia, sendo que o hardware foca-se na perceção de gestos e de voz, para trabalhar com hologramas ou com ferramentas do computador. Na apresentação ainda mostraram a ferramenta HoloStudio, que possibilita a criação de modelos em 3D.

hololens

  1. Windows 10 e Xbox One

O Windows estará agora mais integrado que nunca na consola da Microsoft. A versão 10 do sistema operacional disponibiliza um aplicativo Xbox renovado que oferece uma lista de jogos e amigos, incluindo chat com quem estiver online no Xbox Live. A interface My Games organiza o conteúdo em colunas, tornando o design e o modo de uso muito parecidos com o tradicional desktop, tablet e smartphone, facilitando tudo.

xbox-app-720x540

  1. Project Spartan: A revolução do IE

A Microsoft apresntou ainda o Project Spartan, o novo browser que vai oferecer uma nova experiência na navegação móvel e também no computador. O “substituto” do Internet Explorer ainda está em desenvolvimento e estará disponível para todos os dispositivos com Windows 10. Entre as novidades está uma função que permite congelar sites e fazer anotações no ecrã, seja com uma caneta stylus, rato ou com os dedos (touch screen). Este recurso vai permitir guardar notas e prints diretamente no OneNote e, quem quiser, pode partilha-las. Ainda não se sabe, porém, quando e se o Spartan irá substituir de vez o Internet Explorer e se chegará apenas com o novo Windows 10.

spartan1

  1. Cortana

Outra das excelentes características do novo sistema operativo e que também foi apresentada durante o evento é a Cortana. A Cortana é uma assistente pessoal digital da Microsoft, que pode ser ativada por comandos de voz (“Hey Cortana“) e que já estava disponível para telemóveis Windows. É capaz de responder a perguntas mesmo antes do usuário aceder a um site (na demonstração, ela exibiu dados de um voo antes de o utilizador entrar na página da companhia aérea). Haverá ainda um novo ‘Modo Leitura’ bastante parecido com o que a Apple oferece no Safari para Mac e iOS, incluindo a lista de leitura offline com a possibilidade de incluir PDFs.

cortana

  1. Desktops virtuais

Os desktops virtuais apresentam-se como mais uma novidade no pack do Windows 10, contudo era já um recurso que os usuários do Mac OS X e GNU/Linux usavam há algum tempo.

Quem já utiliza este recurso, seja com um sistema UNIX-like, seja com um programa dentro do próprio Windows, sabe que ele ajuda, e muito, na organização das tarefas. A melhor forma de entender um desktop virtual é imaginar que o computador tem dois (ou mais) monitores, mas só exibe um deles de cada vez, com janelas diferentes abertas em cada um deles. Por exemplo, podemos ter um browser e um texto aberto num desktop e um player de música mais um bloco de notas num segundo desktop, evitando a poluição visual do ecrã e acedendo aos programas conforme a necessidade.

desktop virtual windows

Para encerrar o evento, quem subiu ao palco foi Satya Nadella, presidente-executivo da Microsoft, que em resumo e exaltando tudo o que foi apresentado, fez um discurso concluindo que “Queremos que as pessoas sintam necessidade de usar o Windows, escolham o Windows, amem o Windows”. Ainda assim, a Microsoft não confirmou a data de lançamento da versão final, existindo a especulação de que uma versão comercial do Windows 10 saia no final do verão.

http://youtu.be/teoZk3QEc40

Mais Artigos
Idina Menzel revela que a sequela de Frozen está em desenvolvimento
Audiências. Tarde de cinema da SIC derrota ‘Em Família’