Martha Graham, um dos mais incontestáveis e reconhecidos nomes do universo da dança moderna norte-americana, merece destaque total na presente edição de Apsarases

Nascida a 11 de março de 1894, a bailarina e coreógrafa é por muitos considerada a semente da revolução da dança. Martha Graham, mãe de uma nova linguagem do movimento e da expressão como forma de despir a alma, foi fundadora da base técnica da Dança moderna ou contemporânea.

A troca da compreensão pela sensação ganhou vida ao abordar temas como a sensibilidade e simultânea força feminina, a mitologia grega, a realidade social e algumas teorias e obras filosóficas. Marta Graham, enquanto coreógrafa, carregou consigo o dever de devolver ao Homem do século XX a sua identidade e singularidade enquanto núcleo inigualável.

Desde sempre deixou notar a vontade de levar a dança ao mundo e de difundir a expressão de sentimentos através de um movimento universal, razão pela qual se afastou da técnica da dança clássica e se debruçou sobre um trabalho de ”mundos interiores” em que sensações se tornam razão.

Errand Into The Maze, criação de Martha Graham que data de 28 de fevereiro de 1947, debruça-se sobre o Mito de Teseu, sob tema musical de Gian-Carlo Menotti. Os figurinos foram obra da coreógrafa e os cenários responsabilidade de Isamu Noguchi.

Primeiramente interpretado por Martha Graham e Mark Ryder, Errand Into the Maze evoca a conquista e derrota de demónios e medos interiores numa luta psicológica que desde logo Graham afirmou ter tomado como sua. Revelam-se em palco os extremos da raça humana numa criação labiríntica sobre ponto de vista de Ariadne que se aventura na tentativa de conquistar o Minotauro. A peça vive, assim, de uma protagonista cujas características se revelam numa reflexão interior muito transparente à luz de uma reinterpretação contemporânea, ousada e de correspndência global.

No video, Errand Into the Maze é sublimamente interpretado por Terese Capucilli and Young-Ha Yoo.

Martha Graham faleceu a 1 de abril de 1991, prolongando-se num legado incontornável influente de inúmeras escolas e pólos artísticos.