Sem Título

‘Biogoods’ pretende «ajudar o mundo a ficar um pouco mais verde»

Biogoods, de Jorge Santos e Sofia Araújo, trata-se de um projeto de agricultura biológica, destinado a quem procura produtos autênticos e de qualidade, desenvolvido na Quinta da Capela, em Santiago de Piães.

Biogoods nasceu em 2011 pelas mãos de um engenheiro informático, que, de acordo com a página oficial do projeto, se apaixonou “por um pedaço de terra sobre o Douro”, e de uma engenheira e consultora ambiental, que também partilha o desejo de “ajudar o mundo a ficar um pouco mais verde”. Este projeto de agricultura e apicultura biológica, dedicado também à sensibilização e ao turismo ambiental, possui a sua plataforma online, onde é possível ter acesso a todas as informações acerca do processo de encomenda de mirtilos e mel e, ainda, de como adotar uma árvore ou uma colmeia.

Com três gerações de apicultores na família, a produção de mel é já uma tradição, sem utilização de produtos químicos para tratamento das colmeias, tendo por base a preocupação com a saúde e com a natureza. “A sua extracção é realizada artesanalmente, o que também é fundamental para a preservação de todas as suas propriedades”, referem os criadores do projeto na sua página oficial.

Os preços variam de acordo com os formatos disponíveis, que vão de 300gr a 1kg (3€ e 7€, respetivamente). Quanto aos mirtilos, fruto silvestre com ínumeras propriedades nutricionais e medicinais, são também cultivados biologicamente, “sem utilização de qualquer fertilizante ou pesticida químico e em harmonia com o ecossistema e a comunidade envolvente”. Entre as seis razões que os autores do projeto enumeram, encontram-se referências à riqueza em anti-oxidantes, essenciais para a prevenção de vários problemas de saúde, e à existência de propriedades anti-séticas, diarréicas, hemorrágicas e inflamatórias.

É ainda possível adotar uma colmeia ou uma árvore (na verdade, um arbusto que pode chegar aos dois metros de altura). O objetivo é o mesmo: “vê-la crescer, acompanhar os seus desafios, aprender com a sua resiliência, ajudá-la a ultrapassar as dificuldades e deliciarmo-nos com os seus produtos”.

De momento, é possível adotar colmeias e jovens mirtileiros em socalcos sobre o rio Douro. O preço anual é de 10€ e as vantagens residem num certificado de adoção com informações acerca do projeto e da sua colmeia ou árvore, a possibilidade de ter uma colmeia ou árvore com o seu nome e uma mensagem que deseje partilhar, a receção de notícias acerca do respetivo desenvolvimento, possibilidade de recolher o seu próprio produto e participar noutras atividades da quinta no Dia Aberto, orgulho em contribuir para a apicultura e agricultura biológica e oferta, na próxima época ou colheita, um frasco de mel ou mirtilos (de 300gr e 500gr, respetivamente).

Para mais informações basta contactar o site oficial ou enviar mensagem via e-mail.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Salvador Sobral
Web Summit. Para Salvador Sobral, “a música é para ser partilhada”