A “poderosa” capa da Cosmopolitan que está a dar que falar

A edição do mês de fevereiro da Cosmopolitan britânica já está a dar que falar. Em causa está uma fotografia que mostra uma mulher aparentemente a ser sufocada, pressionando os dedos contra o plástico que envolve a revista.

A capa, que pretende chamar a atenção para os chamados “crimes em nome da honra” – em que uma pessoa é morta por um parente como forma de recuperar a honra da família – faz referência a Shafilea Ahmed e todas as mulheres vítimas destes crimes. Shafilea, britânica e de origem paquistanesa, tinha 17 anos quando foi sufocada e morta pelos seus pais em 2003, depois de ter recusado um casamento arranjado pela família.

24BC554B00000578-0-image-a-4_1421359487576

A “poderosa” fotografia, como tem sido apelidada, é de autoria de Erin Mulvehill e o design esteve a cargo da Leo Burnett Change, especialista de causas sociais da agência Leo Burnett, como parte de uma campanha da Karma Nirvana – uma entidade britânica que ajuda vítimas deste tipo de violência.

Louise Court, editora-chefe da Cosmopolitan, justificou a escolha deste tema polémico: “Lançámos a nossa campanha ‘Britain’s Lost Women‘ para quebrar o silêncio e chamar a atenção mais que necessária para a crueldade que está a acontecer dentro de portas”.

A campanha inclui ainda um vídeo de 7 segundos que mostra o invólucro de plástico da revista a ser rasgado, o que pretende simbolizar a libertação das mulheres face a este tipo de violência (podes visualizar aqui).

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Eurovisão
Eurovisão 2021. Artistas vão poder atuar ao vivo a partir de Roterdão