Depois de um ano de colaboração e parceria entre as duas editoras, o grupo Porto Editora comprou a Livros do Brasil por cerca de 500 mil euros. O objetivo será a reimpressão de obras dessa editora, assim como a dinamização da mesma, relançando o catálogo que existe desde 1944, ano da sua fundação.

Tal catálogo inclui autores como Ernest Hemingway, James Joyce e mesmo Eça de Queirós.

A Porto Editora é neste momento um dos maiores grupos editoriais do país no que toca ao mercado livreiro. Fundada também em 1944, tem funções nos setores da edição, produção, distribuição e venda de livros. É também constituída pela Areal Editores, Círculo de Leitores, Lisboa Editora, Bertrand Editora, pela distribuidora e rede de livrarias Bertrand, pela Plural Editores Angola, Plural Editores Moçambique e pela Bloco Gráfico.

A Livros do Brasil foi fundada em 1944 por António Augusto de Souza-Pinto e é uma das mais importantes editoras portuguesas de literatura estrangeira. O seu objetivo era o de divulgar grandes obras da literatura clássica e contemporânea brasileira, assim como célebres autores estrangeiros cujas obras ainda não tinham chegado a Portugal. Algumas das mais conhecidas coleções lançadas por esta editora incluem a Argonauta (dedicada ao género de ficção científica) e a Vampiro (género polícial). Desde a sua compra pela Porto Editora, o catálogo da Livros do Brasil ficará a cargo de Manuel Alberto Valente.