Desde que estreou em 2007, Homem-Aranha 3 tem sido considerado uma mancha na trilogia do herói da Marvel assinada por Sam Raimi. E agora foi o próprio realizador que admitiu não ter ficado satisfeito com o filme.

Num podcast do site Nerdist, Raimi confessou que “não acreditava nas personagens. E se o realizador não gosta de algo, é errado fazê-lo quando tantas outras pessoas o adoram“. Embora não tenho especificado o que é o “algo” a que se referia, é presumível que o cineasta estivesse a falar de Venom, vilão que a produtora o obrigou a usar no filme contra a sua vontade.

O realizador acrescentou que “o pensamento na altura era elevar as expetativas em relação ao filme anterior” e considera que “devia ter continuado com as mesmas personagens e os mesmos relacionamentos e levá-los a uma próxima etapa“. Raimi disse não gostar de falar dos seus trabalhos mais fracos e, quando questionado se fraco era a palavra certa, acabou por dizer que Homem-Aranha 3 é “terrível“.

Agora para 2015, Sam Raimi prepara o lançamento de duas séries televisivas, onde assumiu a função de produtor executivo, e ainda o remake de Poltergeist.