Findo 2014, é altura de fazer contas às audiências televisivas dos últimos 365 dias. O primeiro canal da estação pública foi o único generalista a crescer, com RTP2, SIC e TVI a acumularem nova descida.

Os valores finais voltam a dar o primeiro lugar à TVI, com um share de 23,5%. A estação de Queluz cai, ainda assim, 1,1 pontos percentuais relativamente ao valor total de 2013, ficando com o valor mais baixo desde que tomou a liderança do mercado, em 2005. A SIC, que mantém o segundo lugar, é a estação que mais perde, descendo em 2 pontos a sua quota de mercado e ficando aquém da barreira psicológica dos 20% de share – soma apenas 19,1 no total do ano 2014.

A RTP1 reforçou os resultados em horário nobre e teve os direitos exclusivos do Mundial de Futebol, o que resultou numa subida de 2,5 pontos percentuais relativamente ao ano anterior e uma média anual de 15,6%. Os melhores valores desde que as audiências são medidas pela GfK mas que, em soma com a RTP2 (2,1%), continuam longe do objetivo de 22% de quota de mercado traçado pela administração da televisão estatal para os dois canais.

totais_gfk_2014

Os Canais Cabo voltam a crescer e representam agora 29,3% da televisão vista pelos portugueses, tendo o Hollywood voltado a ser o mais visto. Os Outros, nos quais se incluem as gravações, gravações automáticas, visionamentos através de restart tv, outros usos da televisão e canais não medidos, representaram 10,4% do share.

Fonte: Evogenius Report, GfK/CAEM.