BBC Apple

O que a BBC descobriu sobre a Apple

O Espalha-Factos viu o documentário Apple’s Broken Promises do Panorama BBC, o mais antigo programa de documentários do mundo produzido pela televisão pública britânica, e conta-te agora o que realmente a BBC descobriu sobre a Apple. Neste documentário, exibido a 18 de dezembro, a BBC expõe várias falhas no cumprimento dos direitos humanos e das condições de trabalho definidas pela Apple, principalmente nos seus fornecedores que, por exemplo, participaram e participam na produção do recente iPhone 6.

1. Trabalhadores exaustos que adormecem no trabalho

O repórter Richard Bilton não esteve sozinho na missão de descobrir o lado negro da empresa de tecnologia mais bem cotada do mundo. O repórter da BBC foi ajudado por três repórteres que estiveram no terreno, infiltrados, disfarçados de trabalhadores de uma das fornecedoras da Apple.

Correndo o risco de serem presos, uma vez que até foram revistados para entrar nas instalações, os três repórteres conseguiram entrar na Pegatron – em Xangai, China – e, assim, conseguirem filmar de perto o trabalho lá realizado. Foram treinados para trabalhar (um treino básico que não os alertou para os químicos perigosos com que iam trabalhar, por exemplo), tiveram de dar o cartão de identificação à empresa (que depois foi devolvido), e fizeram um exame irrisório para entrar na empresa. Ao fim de algum tempo, desistiram. Estavam exaustos. E este foi só o exemplo documentado daquilo que acontece diariamente nas paredes da empresa: trabalhadores exaustos que adormecem em frente às máquinas e que desistem quando não têm mais forças para lutar.

2. Horas extras são pagas como um bónus

BBC Apple

As horas extras são mais comuns do que o que seria de esperar pela política da Apple que diz que os trabalhadores têm um limite de 60 horas semanais. Na Pegatron havia trabalhadores que iam para lá de um turno de 12 horas, chegando a trabalhar 16 horas seguidas. E se por acaso estiveres a pensar que a escolha é deles: nem por isso. No documentário fica bem expresso que a escolha é reduzida quando dizem que há trabalhadores extra preparados para substituir os atuais. O panorama fica ainda mais negro quando as horas extras são pagas como um bónus de trabalho, pelo que na verdade nem são contabilizadas e pagas legalmente.

3. Há uma cultura de intimidação na gestão de equipas

Show strict discipline; Meet the standards; Report any abnormality; Don’t understand then ask; Go! Go! Go!” – são estes os gritos de guerra dentro de uma equipa, potenciados pelo manager sempre pronto a intimidar. Frases como “vais ser substituído se não continuares” ou “por que estás cansado?” são comuns no documentário, que mostra de forma visual e explícita o jogo mental a que os trabalhadores são sujeitos. Para além disso, as condições de trabalho que a empresa diz “corresponderem a padrões elevados“, não passam de uma fachada à qual a Apple continua a fechar os olhos.

4. Trabalho infantil e adolescentes a trabalharem em incumprimento do regulamento

bbc apple

Na Pegatron há jovens adolescentes a trabalhar que não são poupados, tendo turnos noturnos e com uma carga horária para lá do que está regulamentado. Muitos, como dá o retrato do documentário, saem tão depressa como entram. Outros chegam a morrer. Na imagem deste artigo vê-se o pai de um deles, em sofrimento, a chorar a morte do filho que não aguentou a pressão.

bbc apple

Já na Indonésia há filhos a ajudarem os pais em minas ilegais que põem em perigo a vida de todos. E o que é que as minas têm a ver com a Apple? Não é só com a empresa que trouxe o iPhone ao mundo. É com todas. Destas minas ilegais na Indonésia, Bangka, é retirado estanho (tin, em inglês), o qual é um elemento químico fundamental para o funcionamento dos aparelhos eletrónicos, pelo que é usado por todas as empresas de tecnologia. O estanho colhido de forma ilegal é depois vendido a empresas que fornecem à Apple.

5. Os fornecedores da Apple protegem tudo menos o ambiente

bbc apple

Seguindo o raciocínio anterior, uma dessas empresas é a PT Timah que, para além de comprar estanho ilegalmente em minas onde a lama e as terras movediças comprometem a segurança dos trabalhadores, deita muito dos seus resíduos no oceano. Como mostra o documentário, as descargas são em quantidades astronómicas e, segundo os cientistas locais, têm posto em risco a continuidade dos corais existentes.

bbc apple

Resposta da Apple

A Apple recusou-se a falar com a BBC e desmentiu em público tudo o que fora dito. A empresa diz que já esteve nos locais e não detetou nenhuma anomalia. No entanto, bastou pouco tempo para o repórter da BBC desmantelar uma série de problemas que podem ser vistos em pormenor no documentário.

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Mais Artigos
Google
Canadá junta-se à Austrália ao enfrentar Google e Facebook