bilbo-baggins-the-hobbit

Universidade NOVA conduz estudo sobre a trilogia “Hobbit”

O investigador britânico Martin Barker vai fazer um estudo sobre as audiências da trilogia Hobbit. 46 países integram esta investigação, e em Portugal a coordenação ficou entregue à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade NOVA (FCSH/NOVA).

O objetivo do estudo, semelhante ao que se realizou há 10 anos com O Senhor dos Anéis, é recolher várias opiniões e críticas de espectadores de todo o mundo em relação ao último capítulo da saga Hobbit, que estreará nas nossas salas a 17 de dezembro. Algumas das questões que se pretendem responder com esta investigação são:

  • Quem gosta e critica estes filmes?
  • Como é que estes filmes são recebidos em países tão diferentes como Austrália, África do Sul, Japão, Índia ou a Finlândia, por exemplo?
  • Será que conhecer o livro, que tem como base uma história de fantasia, faz diferença na apreciação do filme?
  • Como reagem os espectadores à história do filme e com quem partilham as suas impressões?  
  • Quem se envolve em atividades online e como é que isso afeta as reações aos filmes?  

Em Portugal, o estudo irá ser coordenado pelos docentes Cristina Ponte e Jorge Rosa da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas. Com esta participação pretende-se “conhecer melhor o público mundial de cinema, em especial do género fantástico” e igualmente adquirir “um conhecimento específico sobre os espectadores portugueses“, como se pode ler num comunicado emitido pela FCSH/NOVA.

Os dados serão recolhidos a partir de um questionário (traduzido em mais de 30 línguas) que os espectadores terão de preencher após a visualização de O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos e que está disponível aqui.

Mais Artigos
O TikTok tem sido alvo de contínuas investigações por parte dos Estados Unidos.
TikTok: o historial de tensão da América com a rede social chinesa