Segundo as previsões da Associação dos Industriais de Chocolates e Confeitaria (ACHOC), em 2014 a venda de chocolates deverá ter um aumento de 4% face ao ano anterior, apesar dos efeitos negativos que a crise causa neste setor e sobre este tipo de produtos.

“Vemos que há uma retração generalizada do consumo, mas nas vendas de chocolate tem havido até um crescimento“, afirmou Manuel Barata Simões, secretário-geral da ACHOC, em entrevista à Lusa e citado pelo Sol.

O Natal representa por si só 35 a 40% do consumo anual de chocolate. As vendas em Portugal representam cerca de 200 milhões de euros. A época natalícia é sem dúvida alguma uma das comemorações mais importantes para o sector.

O chocolate já é uma boa alternativa a outras prendas de Natal mais sofisticadas e mais caras“, explica Manuel Barata Simões. 

Este aumento da venda de chocolates em 2014 corresponde à manutenção de uma tendência já verificada em 2013, o que poderá contribuir para a tendência de escassez dos mesmos, identificada recentemente.