De 26 de novembro a 7 de dezembro, o Festival InShadow regressa a Lisboa. Vídeos-dança, documentários, espectáculos, exposições, instalações, workshops e masterclasses são algumas atividades deste Festival que articula a Dança e o Cinema.

InShadow promove o diálogo entre os artistas já consagrados, os artistas emergentes e o público. A convergência entre imagem, corpo e tecnologia é outro dos temas sempre em destaque neste Festival.

O Festival realizar-se-á em diferentes espaços, para que a ligação do corpo com os diferentes ambientes também possa ser uma das vertentes de reflexão. InShadow acontece no São Luiz Teatro Municipal, Teatro do BairroMuseu da Marioneta, Museu do Oriente, Museu Bordalo Pinheiro, Centro Cultural Malaposta, Centro Nacional de Cultura, Largo Residências, Pickpocket Gallery, Cinemateca Portuguesa, ETIC, FMH e a ESTAL.

Espetáculos

Além de peças com  artistas emergentes, como Howool Baek, e criadores consagrados, como a coreógrafa alemã Silke Z, também se poderá assistir a Ring the Changes e Rins, uma colaboração entre a  Vo’Arte e os coreógrafos Mickaella Dantas e Peter Michael Dietz. Em alguns espetáculos, também existirão conversas com os artistas.

LittleShadow

O Festival também quer incluir as crianças na prática da Dança e do Cinema. Para isso, organiza Sessões de Filmes de Animação,  Laboratórios de Actividades Criativas  e um Espectáculo que alia movimento e um filme de animação.

Competição Internacional de Video – Dança

Durante a Competição, serão mostrados 46 filmes de 25 países diferentes.  Estarão a competir  conceituados realizadores de vídeo-dança como: Marites Carino, Maia Sørensen, Raquel Claudino, Johan Planefeldt, Steve Woods, Maria Salgado Gispert, entre outros. O Júri Oficial será composto pela  professora e crítica de dança Maria José Fazenda, o director artístico e professor Leonel Brum e a coreógrafa Silke Z.

Competição Internacional de Documentários

Ao longo do Festival, serão apresentados em 4 sessões, 11 filmes provenientes de 10 países.

Instalações

A seleção de obras deste ano vai tentar aproximar o público de vários  espaços. Para isso, serão apresentadas instalações no Oceanário de Lisboa, Museu do Oriente, Museu Bordalo Pinheiro, Centro Nacional de Cultura e São Luiz Teatro Municipal.

Exposições

Três exposições de fotografia têm entrada livre no Centro Nacional de Cultura, na ETIC e na PickPocket Gallery.

Concertos

Pela primeira vez, o Festival aposta na vertente musical. Night Marks Electric Trio, Dj Spisek Jednego e We Trust serão os anfitriões.

Workshops e Masterclasses

InShadow tem várias atividades tanto para o público especializado como para o público em geral. Muitas dessas atividades serão lecionadas por criadores e participantes do Festival.

Para uma informação mais pormenorizada do Festival, clique aqui.