O Espalha-Factos esteve à conversa com a Sílvia Silva, para saber tudo sobre o Muda de Página, um espaço online que oferece serviços na área do webdesign dirigido a bloggers e pequenos negócios. A engenheira de formação, encontrou tempo, talento e paixão para criar e recriar os espaços dos outros, com o intuito de os tornar “únicos, especiais e pessoais”.

Quando tudo começou, o projeto de webdesign chamava-se Quarto de Mudança e, além da ajuda de um amigo, possuía a 35anos1edit vantagem de “a oferta e os serviços” ser “única em Portugal, dirigida diretamente a bloggers e em português, com uma abordagem muito descontraída e próxima das pessoas”. No entanto, Sílvia Silva acabou por “ficar sozinha a trabalhar” e, em virtude de se ter tornado algo pessoal e com o qual se identifica, sentiu a necessidade de mudar de página, o que acabou por se refletir na nova imagem de marca. “Precisava de mudar de página e, por isso, mudei mesmo e o projeto passou a chamar-se exactamente Muda de Página, porque era isso que estava a acontecer. Trabalhar num projeto com tanta procura sozinha foi um desafio (…). Foram e são muitas horas de trabalho diárias, muito esforço e dedicação para entregar páginas bonitas e profissionais e ainda ajudar as pessoas com as suas dúvidas e dificuldades, técnicas, visuais e muitas vezes de negócio”.

Tudo surgiu porque Sílvia já escrevia “há uns bons anos” no Raparigas como Nós e os seus leitores assíduos questionavam-na acerca das lojas online, que imac yardtambém mantinha, e “iam pedindo ajuda para pequenas coisas relacionadas com o blog”. Sobre a experiência, confessa que “tem sido incrível, primeiro do ponto de vista pessoal”, uma vez que se sente recompensada emocionalmente pelo resultado do seu trabalho e por poder ver depois o dos seus clientes. “Sejam bloggers com páginas pessoais, sejam donos de pequenos negócios, há muita gente que passou por aqui e tem evoluído na web, atingindo os seus próprios objetivos criando conteúdos na web com muita qualidade e valor. (…) Muitas destas pessoas hoje são bem mais do que clientes, criam-se laços e relações que perduram no tempo muito para além do trabalho”.

Sobre os projetos que lhe dão mais prazer, não tem pudor de dizer que são aqueles em que o cliente confia em si, depositando nas suas mãos os seus objetivos, mas sempre com espaço para criar. Por outro lado, as dificuldades passam pelo “volume de trabalho. A gestão da caixa de correio. A quantidade de mails que recebo diariamente e para os quais não tenho capacidade de resposta. O trabalhar muito sozinha, razão pela qual estou neste momento com parcerias com outros projectos e designers, a abrir as portas do meu espaço a outros, para que eu possa também fazer coisas diferentes e evoluir, para que o projeto possa de facto crescer”.

Uma das suas suas parcerias é com a Lance Collective, para a prestação de serviços em conjunto, “alguns muito completos e unnamed (4)dirigidos a bloggers e projectos mais profissionais e outros dirigidos a bloggers com carácter mais simples e imediato”. Além disso, Sílvia Silva também tem sido contactada, através do seu blogue pessoal, por marcas e empresas e sente que está “num meio e numa área que acompanha uma necessidade atual das pessoas: ter conteúdo na web, textos, opiniões, imagens, trabalho, toda a gente pode e deve ter a sua presença online. Ter uma ‘casa virtual’ hoje em dia, é quase uma necessidade para quem gosta de comunicar”.

Como nota final, ressalva que está a trabalhar na sua loja de blogues e em pequenos tutoriais online, que estarão disponíveis brevemente, para ajudar os bloggers com as principais dificuldades comuns à maioria das pessoas, não fosse o seu principal interesse as pessoas: “continuo sempre muito interessada nas pessoas, nos blogs do dia-a-dia, nas palavras espontâneas e na fotografia amadora, e quero sempre poder trabalhar com estas pessoas, em serviços simples, mas que possam chegar a todos. É daí que eu venho e é aí que quero estar”.