O balanço é “bastante positivo“, adjetivou Diogo Faro, minutos após o fim do espectáculo Não É Bem Um Talk Show, que levou ontem à noite ao Rádio-Hotel. Os nervos assolaram no início o comediante mais conhecido por Sensivelmente Idiota, mas à medida que os convidados – Pedro Sousa, Rui Maria Pêgo, Guilherme Fonseca e Carolina Deslandes – foram entrando, Diogo Faro soltou-se na estreia daquilo que será uma série de quatro eventos realizados com um objetivo claro: stand-up comedy entregado em vários formatos. 

Quando me convidaram era só umas sessões de stand-up comedy, mas eu tentei fazer um espetáculo diferente do que temos vindo a ver com música (Carolina Deslandes) e com a conversa com o Rui Pêgo, e pareceu-me pela reação das coisas que elas gostaram“, explicou Diogo Faro, ao Espalha-Factos, no final de Não É Bem Um Talkshow. Numa variação entre humor negro, humor mais dirigido para os jovens (com a inclusão dos comentários negativos que se recebe na internet, num momento de battle entre Rui Pêgo e Diogo Faro) e, ainda, aquele humor universal que vai do sexo às relações, passando pelo inevitável xixi ou cocó, Não É Bem Um Talkshow brindou o público presente com uma leque de variedade extenso.

SONY DSC

Tentei adaptar o espetáculo ao espaço, ao palco mais pequenino, ao sítio mais intimista“, revelou o comediante por detrás da página de Facebook Sensivelmente Idiota, ontem. Ao Espalha-Factos, Diogo Faro confessou que o espetáculo só ia começar em fevereiro do próximo ano, mas por aconselhamento do gerente do espaço, o Sensivelmente Idiota apressou o processo e finalizou o ano com humor, no Rádio-Hotel. “Um espaço ideal para este tipo de espetáculos“, considerou.

Background

SONY DSCOs primeiros passos de Diogo Faro foram na Escola Superior de Comunicação Social, onde se licenciou em Publicidade e Marketing, e em agências de publicidade onde trabalhou durante algum tempo. No entanto, quando a página do Facebook e o stand-up comedy começaram a dar cartas na vida do Sensivelmente Idiota, este não perdeu a oportunidade e lançou-se no mundo da comédia, apesar dos constantes comentários negativos: “até me rio com a maior parte dos comentários negativos, confesso (…) nunca quero ser o comediante que agrada a toda a gente, isso é impossível“. “Quando faço comédia dou a minha opinião, nem toda a gente vai concordar comigo“, conclui Diogo Faro.

A evolução no humor deu-se através de um workshop, mas a maior parte da melhoria que teve conseguiu-a através da visualização de outros comediantes e através de muita prática: “é preciso trabalhar muito, tanto no palco como a escrever“. Ao mesmo tempo, a página Sensivelmente Idiota foi a plataforma ideal para exercitar e, no fundo, o início de Diogo Faro: “começou com um blogspot, nem era página do Facebook“. E porquê Sensivelmente Idiota? “Eu queria escrever coisas que fossem sérias, ou coisas completamente parvas“, explicou ao Espalha-Factos.

SONY DSC“Ainda sou muito tenrinho”

E o futuro? “Quero ser versátil (…) gostava de ser muito bom em tudo, mas acho que ao longo do tempo vou perceber naquilo que sou melhor“, revelou o comediante, dizendo que quer continuar a escrever novo material, uma vez que ainda é “muito tenrinho“. “Ainda tenho muito a aprender“, terminou.

As restantes edições realizam-se dia 19 e 26 de novembro, sendo que dia 17 de dezembro há um especial de Natal.

Fotografias de Beatriz Silva.