O prometido foi devido. Depois de ter anunciado uma morte (possivelmente temporária) dos smartphones com o rótulo Nokia, a Microsoft, que adquiriu a secção mobile da empresa finlandesa durante os próximos dez anos, anunciou esta segunda-feira o seu novo produto exclusivamente seu. É o Microsoft Lumia 535, que chega com vista aos mercados de smartphones de baixo custo.

A notícia foi avançada na semana passada: rest in peace, Nokia. Aliás: smartphones Nokia. Isto porque a Microsoft selou um acordo com a empresa financeira onde acertava a compra da sua secção de dispositivos móveis, por um valor de 5,44 biliões de dólares – 3,79 biliões pelo departamento propriamente dito e mais 1,65 biliões pelas patentes. Tudo isto com vínculo até 2024, ou seja, apesar de ser bastante improvável, podemos ainda ver smartphones Nokia a surgir no futuro.

Com a compra da Nokia, a empresa de Redmond podia fazer o que bem entendesse com a marca, até que decidiu então eliminá-la do mercado de smartphones, daí que o dispositivo anunciado ontem dê pelo nome de Microsoft Lumia 535. Apesar de ser o novo menino-bonito da gigante de Bill Gates, o terminal está longe de ser o mais poderoso da família.

  • Dimensões: 140,2 x 72,4 x 8,8 mm, 146 gramas
  • Sistema operativo: Windows Phone 8.1
  • Ecrã: 5 polegadas com Gorilla Glass 3
  • Resolução: 540×960 píxeis, 220 píxeis por polegada(ppi)
  • Câmara traseira: 5 megapíxeis
  • Câmara frontal: 5 megapíxeis
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 200 quad-core, a 1,2 GHz
  • Memória RAM: 1 GB
  • Memória interna: 8 GB (MicroSD até 128 GB)
  • Bateria: 1905 mAh

Disponível em azul, verde, preto, branco, cinzento e laranja, o Lumia 535 segue o mesmo design dos antigos equipamentos da Microsoft e, apesar de ser um pouco mais grosso do que a média, compensa no seu reduzido peso. O ecrã, que coloca o smartphone na secção dos phablets, é grande, mas a sua resolução deixa muito a desejar e os píxeis são bem visíveis, valendo apenas a proteção Gorilla Glass 3.

Lumia-535-hero1-jpg

O Lumia 535 prima pela simplicidade e, se na parte da frente existe apenas o ecrã e a câmara, já a parte de trás não tem mais do que o logo da marca, o flash LED e a câmara traseira, também de cinco megapíxeis, que filma apenas em 480p, que é algo pouco apelativo para um aparelho nos dias de hoje.

Lumia-535-design-jpgO processador, Cortex A7, aliada ao 1 GB de memória RAM, dão bem conta do recado ao navegar pelo sistema operativo, mas poderão compromete quando chegar a altura de executar aplicações ou jogos mais pesados.

Com uma opção dual-SIM, é evidente que o objetivo da Microsoft não é competir com o Samsung Galaxy S5 ou o iPhone 6, mas sim assegurar a entrada nos mercados mais emergentes, com o intuito de implementar a sua marca entre a classe média.

Outra prova disso é o preço do aparelho, que andará em torno dos 110 euros, um número mais acessível em relação à concorrência e que poderá pesar na escolha final do consumidor. A chegada do Lumia 535 ao mercado irá acontecer numa primeira instância no continente asiático, ainda sem previsão da sua chegada a Portugal.