Foi anunciado que o realizador, argumentista e produtor americano Darren Aronofsky será o presidente do júri do Festival Internacional de Cinema de Berlim 2015.

O diretor do festival, Dieter Kosslick, disse que Aronofsky é um “enorme protagonista do cinema de autor contemporâneo” e mostrou-se contente por tê-lo como presidente do júri da Berlinale. Já o próprio realizador afirmou estar ansioso por “ver os últimos [filmes] dos melhores [cineastas] numa das maiores cidades do planeta“.

Com uma carreira curta mas bastante reconhecida, Aronofsky estreou-se no mundo do cinema em 1998 com Pi. Desde aí realizou mais cinco longas-metragens com as quais foi somando prémios e outras distinções, como a nomeação para Melhor Realizador nos Oscars de 2011 graças ao seu Cisne NegroKosslick frisou que, em todos os seus filmes, ele conseguiu “evocar a linguagem cinematográfica e as suas possibilidades estéticas“.

Darren Aronofsky sucede a James Schamus na presidência do júri do Festival Internacional de Cinema de Berlim que decorre entre 5 e 15 de fevereiro do próximo ano, faltando agora conhecer os restantes nomes do painel de jurados.