Abóboras, disfarces, bruxas e “doce ou travessura”. Todas estas palavras nos fazem lembrar o Halloween, celebração com origem celta, um povo que acreditava que, na noite de 31 de outubro, os espíritos saiam dos cemitérios para tomar posse dos corpos dos vivos. Caveiras, ossos decorados, abóboras enfeitadas e outras figuras eram utilizadas para assustar as almas e são usadas, hoje em dia, para celebrar o globalizado “Dia da Bruxas”. O Espalha-Factos reúne nesta edição a visão dos seus fotógrafos no que diz respeito a esta celebração.

André Cardoso

Bruno Mendes

Catarina Alves

Bárbara Sequeira

Beatriz Silva

Inês Delgado