Eros e Psiquê é o nome da peça mitológica que a Companhia de Dança Contemporânea de Évora vai estrear no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra, no dia 8 de novembro, às 21:30.

Interpretada por Gonçalo Andrade, Emilio Cervelló e pela coreógrafa Nélia Pinheiro, a peça contemporânea é inspirada na lenda mitológica de Eros e Psiquê e na estética do filme A Bela e o Monstro, de Jean Cocteau.

Eros, na mitologia grega, representa o deus do amor, enquanto a Psiquê representa a deusa da alma. É através da alegoria do seu amor que se tenta explicar a união do corpo com a alma e tudo aquilo a que um ser apaixonado tem de resistir e sofrer para conseguir atingir a felicidade plena.

É uma história que atinge uma profundidade ao nível da psicologia e que fala da evolução da alma e do ser humano, através do amor e da perda“, refere a coreógrafa. É sobre estas temáticas que a lenda incide e é esse palco de experiências e vivências dramáticas que a dança vinda de Évora vai explorar, ao som de uma banda sonora contemporânea.

Depois da estreia em Sintra, segue-se uma digressão nacional e internacional prevista para terminar em 2016. Os bilhetes custam 10€, havendo um desconto de 2€ para menores de 18 anos, maiores de 65 anos e grupos de 10 ou mais pessoas.