SONY DSC

‘A Vida é Sonho’ no Teatro da Comuna

João Rosa apresenta um novo espetáculo, concebido pelas Oficinas Teatro de Lisboa e em estreia no Comuna – Teatro de Pesquisa, baseado no drama filosófico de Pedro Calderón de la Barca. A Vida é Sonho é o nome da peça que junta em palco João Rosa, Eduardo Frazão e Catarina Gonçalves. A experiência humana enquanto sonho por oposição ao real é o ponto de base da criação que alude ao Mito da Caverna de Platão, nesta peça em cartaz no Teatro da Comuna, em Lisboa, a partir de 6 de novembro.

Basílio impera uma experiência de dominação, que põe em prática a sua doutrina de manipulação. O objeto da sua experiência? O seu filho Segismundo, que tem crescido enclausurado, num estado de escravidão psicológica, sob o esquema controlador da condição humana empreendido pelo seu pai. Quando é libertado do estado de dormência em que sempre vivera, desperta para uma nova realidade e é confrontado com a ideia de que tudo o que experienciara até então não passara de um sonho.

Eis o nó principal da trama seiscentista do dramaturgo e poeta espanhol Pedro Calderón de la Barca, que chega agora ao Teatro da Comuna pelas mãos de João Rosa e das Oficinas Teatro de Lisboa. Será que conseguimos distinguir a vida dos sonhos? Até que ponto é que o sonho comanda a vida? Ou será a vida que comanda o sonho? E onde fica a liberdade humana no meio de tudo isto? Eis as questões lançadas por A Vida é Sonho, segundo comunicado de imprensa.

Com João Rosa e Eduardo Frazão, nos papéis do pai e filho Segismundo, o elenco conta ainda com a atriz Catarina Gonçalves. A música que acompanha o espetáculo ficará a cargo de António Bastos.

A Vida é Sonho estará em cena de 6 de novembro a 21 de dezembro, de quarta a sábado às 21h30 e domingo às 19h30. O preço de bilhete é de 10€.

Notícia atualizada a 4/12/2014: substituição de Nuno Melo por João Rosa como ator na peça.