Durante o mês de novembro, o Teatro Ibérico vai ser o local do crime! Tiro no Escuro estreia já no próximo dia 4 e vai transportar os espectadores directamente para dentro da cena de um crime onde eles próprios serão os detectives. O conceito, desenvolvido pela Don’Adelaide Produções, incita à interactividade no seu máximo, já que é o público – em palco, com atores ao vivo – quem resolve o mistério, como se de um jogo de Cluedo se tratasse.

Após o sucesso dos primeiros espectáculos de “Cluedo teatral”, em 2013, no Teatro da Comuna, a Don’Adelaide Produções volta a trazer o conceito para o centro das atenções, desta vez no Teatro Ibérico, em Lisboa.

O assassinato do diretor da Ópera de Lisboa é o caso por desvendar: «um morto, cinco suspeitos e cinco equipas de investigadores, constituídas pelos próprios espetadores, que podem interrogar cada um dos envolvidos, analisar as provas disponíveis e movimentar-se livremente pelo espaço cénico, eles próprios componentes vivos do espetáculo». O elenco de suspeitos é constituído pelos atores Carlos Paiva, Joana Almeida, João Cruz, Nuno Loureiro e Paula Antunes.

Tiro no Escuro estará em cena nos dias 4, 6, 11, 12, 13, 18, 19 e 20 de novembro. Os bilhetes estão à venda nos locais habituais, sob o preço de 10€, para entrada individual, e 8€, para grupos com um mínimo de 5 pessoas. A lotação de cada sessão é limitada a 40 lugares. Para mais informações e reservas, contactar através de [email protected] ou https://www.facebook.com/DonAdelaideProducoes.