A aplicação chama-se Figure 1 e, à semelhança do Instagram, esta consiste na partilha de imagens. No entanto, é orientada para a vertente da medicina, possibilitando que os médicos partilhem raio-x, ressonâncias magnéticas, operações ou estatísticas. A aplicação é canadiana e já está a ser utilizada por mais de 150 mil profissionais. Em Portugal deve chegar no final de 2014.

Tendo por fim a partilha do conhecimento e o aperfeiçoamento do mesmo, a aplicação promove a disseminação destas imagens de procedimentos médicos para que os diferentes profissionais da área sejam capazes de as utilizar como referência em procedimentos que eles próprios levem a cabo ou que adicionem comentários pertinentes e informativos acerca da imagem em questão.

Esta partilha de conhecimento e informação em imagens que vão sendo introduzidas na rede fica registada numa biblioteca colaborativa, na qual todos os utilizadores da aplicação poderão dar conta do seu feedback das fotografias.

Quanto aos pacientes fotografados, a Figure 1 está programada para automaticamente colocar um filtro no rosto dos pacientes para impossibilitar a sua identificação e proteger a sua identidade.

A aplicação já se encontra disponível na América do Norte, Austrália, Nova Zelândia, Reino Unido e Irlanda, podendo ser obtida através da App Store (Apple) e da Google Play (Google).